Twitter/Gucci

Jodie Turner-Smith sofre roubo milionário de joias no Festival de Cannes

O Festival de Cannes não estaria completo sem um grande roubo de joias em seus bastidores. A situação tem se tornado comum nos últimos anos e com o retorno dos tapetes vermelhos nesta semana voltou a levar o evento de cinema para as páginas policiais.

A atriz inglesa Jodie Turner-Smith (“Queen & Slim”), que está em Cannes para promover seu novo filme americano, “After Yang”, foi vítima de um roubo de joias e passou a tarde deste domingo (11/7) prestando queixa numa delegacia de polícia local.

“Não pensei que passaria 2,5 horas na delegacia de polícia no meu último dia em Cannes, mas aqui estamos nós”, ela escreveu em seu Twitter.

A agência de notícias francesa Nice-Matin noticiou que o roubo ocorreu na sexta-feira (9/7), entre 12h e 14h, no quarto da atriz em um hotel não nomeado na Croisette. As fontes do Nice-Martin estimam que o valor das joias ronda as dezenas de milhares de euros.

O roubo aconteceu sem que fossem encontrados sinais de invasão no quarto, que era acessível por cartão magnético.

A atriz é a nova garota-propaganda da joalheria da grife Gucci e foi a Cannes com vestidos e joias da marca, com a missão de exibi-las durante o festival.

No tapete vermelho da première de “After Yang”, ela usou um colar de ouro amarelo, pulseira e brincos que apresentavam berilos amarelos e diamantes, bem como uma tanzanita em ouro branco em forma de coração e um anel de diamante.

A Gucci divulgou as fotos das joias momentos antes do desfile da atriz pela Croisette. O roubo aconteceu cerca de 16 horas depois.