Divulgação/Netflix

Diretora de “Democracia em Vertigem” está filmando CPI da Covid

Em meio a um documentário sobre a pandemia, a diretora Petra Costa passou os últimos dias acompanhando e filmando senadores que integram a CPI da Covid.

Indicada ao Oscar por “Democracia em Vertigem” (2019), a cineasta está trabalhando no novo filme há um ano.

Em sua gênese, o projeto seria um mosaico de depoimentos sobre o confinamento causado pela pandemia, mas logo no começo de sua produção ficou claro que a doença estava saindo do controle devido à politização e ao avanço de uma retórica da morte nas redes sociais bolsonaristas.

“Eu acho que a pandemia revela muito do que não era óbvio para todos: essa retórica fascista estava escondida atrás da retórica do ódio pelo diferente, pela esquerda, pelo Partido dos Trabalhadores, pelos artistas, gays, mulheres”, opinou a cineasta, em registro da revista Variety, em maio do ano passado. “O que o coronavírus mostra é que se trata de um ódio pela humanidade. Um desejo pela morte”, apontou.

Na época da entrevista, o projeto foi apresentado com o título de “Distopia”, mas isso pode mudar, conforme a produção ganha novos desdobramentos.