Twitter/Lady Gaga

Patrizia Reggiani reclama de Lady Gaga em filme sobre sua vida

A ex-socialite e ex-presidiária Patrizia Reggiani não gostou de saber que será interpretada no cinema por Lady Gaga (“Nasce uma Estrela”) sem ter sido sequer consultada. A cantora vai protagonizar a história sombria de Reggiani, que foi casada com Maurizio Gucci, herdeiro da grife de moda Gucci, e ao receber o pedido de divórcio encomendou seu assassinato.

Intitulado “House of Gucci”, o longa também conta com Adam Driver (“Star Wars: A Ascensão Skywalker”) no papel de Maurizio e está atualmente sendo filmado na Itália pelo diretor Ridley Scott (“Todo o Dinheiro do Mundo”).

“Estou bastante aborrecida pelo fato de Lady Gaga estar me interpretando no novo filme de Ridley Scott sem nem sequer ter tido a perspicácia e a sensibilidade de vir ao meu encontro”, disse Reggiani em declaração à agência Ansa.

“Não é por uma questão econômica, não vou tirar um centavo do filme, mas de bom senso e respeito”, acrescentou a assassina. Segundo ela, “todo bom ator deve primeiro conhecer a personagem que vai representar”. “Não acho certo não ser contatada quando vejo as fotos de Lady Gaga entrando num camarim escrito ‘Patrizia'”, afirmou ela, ressaltando que faz a crítica “com toda a simpatia e apreço” que tem pela cantora.

Ela também pediu atenção do diretor. Apesar de dizer que “gostou muito” dos looks escolhidos nas primeiras imagens do filme, defende que “se Ridley me envolvesse, poderia dar conselhos. Afinal, quem melhor do que eu pode me conhecer e conhecer a minha história?”, finalizou.

Reggiani saiu da prisão em 2016, após passar 18 anos presa, mas podia ter saído antes. Em 2011, ela recebeu a proposta de ir para o regime semiaberto, desde que arranjasse um emprego, mas se recusou, alegando que não tinha nascido para trabalhar.

A Ansa não perguntou o que Reggiani achava de Adam Driver não poder conversar com seu ex-marido e conhecer o lado dele da história, porque ela mandou matá-lo.

Apesar de ser responsável pela morte de Maurizio, a ex-presidiária continua milionária, pois ganhou na Justiça o direito de receber uma pensão da família Gucci, por causa de um contrato assinado antes de sua condenação.

O papel de Reggiani representa o primeiro projeto de Gaga no cinema desde “Nasce Uma Estrela” (2018), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz, além da conquista do troféu de Melhor Canção Original por “Shallow”.

O filme é baseado no livro “The House of Gucci: A Sensational Story of Murder, Madness, Glamour and Greed” (A Casa Gucci: Uma Sensacional História de Assassinato, Loucura, Glamour e Ganância, em tradução literal), escrito pela jornalista Sara Gay Forden.

O elenco grandioso também conta com Jared Leto (“Blade Runner 2049”), Al Pacino (“O Irlandês”), Jeremy Irons (“Watchmen”), Jack Huston (“Ben-Hur”) e Reeve Carney (“Penny Dreadful”).

A produção ainda não tem previsão de estreia.