Divulgação/Universal Pictures

Apple vai bancar Napoleão de Ridley Scott com Joaquin Phoenix

O diretor Ridley Scott (“Perdido em Marte”) definiu o financiamento de seu próximo filme, fechando contrato com a Apple para materializar seu ambicioso projeto épico sobre Napoleão Bonaparte.

O filme será uma superprodução e marcará um reencontro entre o diretor e o ator Joaquin Phoenix após 21 anos. Eles trabalharam juntos em outro épico, “Gladiador” (2000), que rendeu a primeira indicação ao Oscar da carreira de Phoenix – que finalmente venceu seu Oscar no ano passado, por “Coringa”.

Intitulado “Kitbag”, o longa pretende ser uma “história de origem”, traçando a ascensão de Napoleão (Phoenix) de soldado a imperador, e retratando ainda seu relacionamento volátil e intenso com sua mulher, Josefina (Josephine).

O roteiro está a cargo de David Scarpa, que escreveu “Todo o Dinheiro do Mundo” para Scott.

O cineasta planeja rodar “Kitbag” após finalizar “Gucci”, outro drama histórico, embora em tom criminal, inspirado no assassinato do estilista Maurizio Gucci em 1995, que será estrelado por Lady Gaga.

O detalhe é que ele ainda não começou “Gucci”. O diretor de 82 anos está atualmente dando os retoques finais em “The Last Duel”, épico passado no século 14, que reúne Ben Affleck, Matt Damon e Adam Driver. O longa está em pós-produção e ainda não tem previsão de estreia.