Divulgação/Warner

James Gunn vai escrever e produzir o filme do Coiote dos Looney Tunes

O cineasta James Gunn emplacou um novo trabalho na Warner após “O Esquadrão Suicida”. No anúncio sobre as datas de estreias de seus filmes de 2023, o estúdio revelou o nome do diretor como um dos roteiristas de “Coyote vs Acme”, híbrido de animação baseado nos desenhos do “Papa-Léguas”.

O longa vai apresentar as enrascadas do protagonista ao adquirir os produtos da infame loja Acme, que vende de tudo para todos os personagens do universo Looney Tunes, como, por exemplo, a bomba e os dispositivos que sempre explodem na mão do Coiote, quando ele tenta pegar o Papa-Léguas.

A ideia é mostrar também alguns dos principais clientes da Acme.

O roteiro original estava sendo escrito por Jon e Josh Silberman (da série “Living Biblically”), com direção a cargo de Dave Green (“As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras”).

Não está claro em que ponto Gunn entrou no projeto, nem que tempo ele teve/terá para mexer no roteiro, já que está envolvido com diversos projetos simultâneos, como a pós-produção de “O Esquadrão Suicida”, a série derivada deste filme, “Peacemaker”, o especial de Natal de 2022 dos “Guardiões da Galáxia”, sem esquecer do filme “Guardiões da Galáxia Vol. 3” e uma série baseada na atração policial clássica dos anos 1970, “Justiça em Dobro” (Starsky & Hutch).

Além de escrever, Gunn também aparece creditado como produtor, ao lado de Christopher DeFaria (do vindouro “Tom & Jerry” e “Uma Aventura Lego 2”), e aparentemente no lugar do cineasta Chris McKay (“LEGO Batman: O Filme”) – que não é mais citado na produção.

“Coyote vs Acme” tem estreia marcada para 21 de julho de 2023 nos EUA.