Instagram/Colin Trevorrow

Jurassic World: Domínio completa suas filmagens

O diretor Colin Trevorrow informou em seu Instagram que as filmagens de “Jurassic World: Domínio” finalmente terminaram. Ele postou uma foto ao lado dos atores Sam Neil, Mamoudou Athie e DeWanda Wise, lamentando apenas a despedida. “É sempre difícil dizer adeus à família”, escreveu.

O filme começou sua pré-produção há mais de 18 meses, quando o mundo ainda não convivia com uma pandemia, e foi encerrado na manhã deste sábado (7/11) no Pinewood Studios do Reino Unido após uma filmagem sem precedentes, que exigiu dezenas de milhares de testes de covid-19 e milhões de dólares em protocolos de segurança para que o elenco e a equipe fossem isolados em uma “bolha” por meses, convivendo entre si, mas longe do resto do mundo, restritos apenas a hotel (exclusivo para membros da produção) e estúdio.

“Jurassic World: Domínio” foi o primeiro grande filme de estúdio a retomar sua produção depois que a pandemia paralisou Hollywood.

A Universal comissionou uma instalação médica privada, chamada Your Doctor, para gerenciar todos os requisitos médicos da produção. Os testes foram a espinha dorsal das medidas de segurança. E de 40 mil realizados, apenas 0,25% retornaram positivos – muitos deles falsos positivos e alguns registrados nos primeiros dias, revelando contágio antes do isolamento para o filme.

A empresa de Hollywood montou uma “Zona Verde” policiada para o elenco e a equipe de filmagem, e todos os trabalhadores do estúdio precisaram fazer testes de temperatura para se aproximar do local. Duas estações de teste de temperatura foram construídas em cada extremidade do Pinewood Studios, e cada estação de teste tinha uma equipe de médicos, enfermeiras e cabines de isolamento.

Além disso, foram instalados 150 pontos com desinfetantes e 60 pias extras para a lavagem de mãos. A limpeza também foi duplicada, com higienização completa de todas as áreas do estúdio, todas as noites.

Isto representou um gasto adicional entre US$ 6 a 8 milhões apenas em protocolos.

As condições diferenciadas e a dedicação da equipe foi reconhecida por Donna Langley, presidente da Universal Filmed Entertainment Group, que disse em comunicado: “Enquanto continuamos a lutar com os desafios que nossa indústria enfrenta durante uma pandemia global, a natureza colaborativa desta produção nos permitiu completar com segurança quase 100 dias de filmagem, e estamos muito orgulhos do que esta equipe foi capaz de realizar.”

“Projetamos nossas diretrizes de retorno à produção com a segurança sendo a principal prioridade e os resultados foram incríveis. Parabéns aos nossos cineastas e elenco por seus esforços incansáveis ​​que abriram caminho para que outras produções em toda a indústria voltassem ao trabalho”, acrescentou.

Recordando a experiência, em entrevista para o site Deadline, o cineasta Colin Trevorrow, que dirigiu e escreveu o filme, celebrou o fim da jornada “emocional”, descrevendo a experiência como “inspiradora”.

“Vivíamos juntos, comíamos juntos, contávamos histórias, compartilhamos nossos medos e esperanças, jogávamos Frisbee no gramado … havia muito riso em um momento em que era difícil encontrar motivos para rir”, ele contou.

“Estávamos todos longe daqueles que amamos em um momento em que você quer estar mais próximo deles. Eu sentia muita falta da minha família. Fiquei longe deles por quatro meses. Mas o elenco da nossa bolha se tornou outra família”, acrescentou.

Para o diretor, esta experiência também foi captada pelas câmeras, que registrou os vínculos de proximidade criados entre os atores.

“Eu acho que a proximidade um do outro tornou o filme melhor. Tudo o que estávamos passando emocionalmente, compartilharíamos. Ensaiávamos aos domingos, elaborávamos os personagens, o que enriquecia a emoção do filme. Acho que o filme vai ficar mais forte por isso.”

“Nunca estive tão imerso em um processo de filmagem”, ele continuou. “Por causa dos protocolos, os atores não foram muito longe do set. A distância foi eliminada. Houve coisas que aconteceram neste filme que eu espero poder continuar em futuras produções.”

Com a conclusão das filmagens, agora o terceiro “Jurassic World” entra em fase de pós-produção e os planos da Universal ainda contam com um lançamento nos cinemas no verão norte-americano de 2022 (entre junho e agosto).

O novo filme vai reunir os astros originais de “Jurassic Park” (Sam Neill, Jeff Goldblum e Laura Dern) com as estrelas da franquia atual (Chris Pratt e Bryce Dallas Howard) e novos intérpretes (Mamoudou Athie e DeWanda Wise) para mostrar o que acontece após os dinossauros serem soltos em meio à civilização contemporânea.

“É importante para nós que o mundo seja capaz de experimentar o filme nas salas de cinema”, completa Trevorrow.

Ver essa foto no Instagram

Wrap on Jurassic World Dominion. Always hard to say goodbye to family.

Uma publicação compartilhada por Colin Trevorrow (@colin.trevorrow) em