Instagram/Taylor Simone Ledward

Viúva de Chadwick Boseman entra na Justiça por herança

Dois meses após a morte de Chadwick Boseman (1976-2020), a viúva do intérprete de Pantera Negra entrou na Justiça dos Estados Unidos para ter direito à herança do marido. Taylor Simone Ledward abriu um processo na corte de Los Angeles para ser reconhecida como a herdeira do ator, que não deixou um testamento.

De acordo com documentos obtidos pelo site norte-americano The Blast, Taylor move uma ação para ter acesso ao patrimônio de Boseman avaliado em US$ 939 mil em imóveis e dígitos de contas bancárias ainda não revelados.

Segundo fontes próximas à família de Boseman, o ator acreditava em sua recuperação do câncer de cólon e por isso jamais cogitou fazer um testamento. Entretanto, pela falta do documento, Ledward teve que entrar com uma ação de reconhecimento como herdeira dos bens e finanças deixadas pelo ator.

Chadwick Boseman e Taylor Simone Ledward ficaram noivos em outubro de 2019 e se casaram logo em seguida, quando a doença do artista já estava em estágio avançado. O casal, discreto, fez poucas aparições públicas, como no SAG Awards (a premiação do Sindicato dos Atores dos EUA) e em um jogo de basquete.

A oficialização do relacionamento ocorreu durante um agradecimento de Boseman na premiação de Melhor Ator da NAACP em 2019. “Simone, você está comigo todos os dias. Preciso te reconhecer agora. Eu te amo”, ele declarou.

Na verdade, o casamento só se tornou público após a morte do ator, junto com a notícia de que ele tinha câncer há anos.

Ledward estava ao lado de Boseman quando ele faleceu em sua casa, em Los Angeles, no dia 28 de agosto de 2020, e os representantes do ator, ao anunciar sua morte, afirmaram que ele estava com sua esposa.