Divulgação/Paramount

Polícia invade estúdios da Paramount para prender suspeito de agressão sexual

Uma denúncia de agressão sexual virou cena de ação policial nos estúdios da Paramount. E não foi para um filme.

Após receber a denúncia, a polícia de Los Angeles adentrou os estúdios para prender o suspeito, mas encontrou resistência e a situação virou uma grande operação.

Imagens do fotojornalista John Schreiber publicadas nas redes sociais mostraram um grande contingente, com pelo menos duas dezenas de carros de polícia. Ele afirmou que ouviu tiros no local, o que a polícia posteriormente confirmou.

De acordo com informações do Twitter do Departamento de Polícia de Los Angeles, policiais tentaram executar a prisão do suspeito por volta das 22h da noite de segunda (18/10). Mas quando houve a aproximação, ele mostrou uma faca e fugiu. Os oficiais usaram uma arma de choque para imobilizá-lo, mas a tentativa se mostrou ineficaz.

“O suspeito fugiu e fez uma barricada para se proteger dentro do prédio. Oficiais tentam uma negociação para que ele se renda”, tuitou o Departamento, na segunda à noite.

Às 0h15, os policiais decidiram a invadir o local.

O homem deixou a Paramount sangrando e foi levado a um hospital. Ele ainda não foi identificado.