Instagram/Chadwick Boseman

Magreza de Chadwick Boseman chamava atenção, mas doença só foi revelada após morte

Um dos motivos da grande comoção em torno da morte de Chadwick Boseman na sexta-feira (28/8) foi a surpresa dos fãs e de muitos colegas ao descobrirem que ele enfrentava um câncer de cólon há quatro anos.

O ator manteve a doença em segredo durante todo esse tempo, enquanto fazia alguns de seus trabalhos mais famosos, como o blockbuster “Pantera Negra”. Durante a divulgação deste filme, ele chegou a chorar ao contar a história de duas crianças com câncer terminal que não conseguiram resistir para ver a estreia nos cinemas. Em retrospecto, ele claramente se identificou com as jovens vítimas da doença, que tiveram suas trajetórias abruptamente interrompidas.

Só quem sabia da doença era a família e as pessoas de seu círculo mais íntimo. Bastante reservado, o ator não revelou sequer que tinha se casado com Taylor Simone Ledward nos últimos meses, notícia que só veio à tona do dia de sua morte, quando o porta-voz da família contou que ele faleceu ao lado da esposa.

“Minha vida não é da conta de ninguém, de verdade. Quando falo sobre coisas pessoais, torno-me uma espécie de celebridade. E minha vida pessoal acaba interferindo na parte profissional. Eu sou um ator, e as pessoas me conhecem pelos personagens que eu interpreto. Elas têm uma impressão sobre quem eu sou, mas não sabem realmente tudo”, chegou a dizer, numa entrevista recente.

Apesar disso, sua aparência deixava claro que algo não estava bem com sua saúde. Em fevereiro, durante a cerimônia de entrega do Oscar, chamou atenção por estar bastante magro. E, desde então, não fez mais aparições públicas. Devido à pandemia de covid-19, ele se manteve recluso, em isolamento social, mostrando apenas o rosto em lives na internet.

Mesmo assim, um vídeo publicado em suas redes sociais, em abril de 2020 (veja abaixo), chamou atenção para sua gritante perda de peso. O ator apareceu magérrimo para divulgar a “Operação 42”, iniciativa para ajudar hospitais que atendem comunidades negras durante a pandemia do novo coronavírus, e que foi batizada em homenagem ao filme “42: A História de uma Lenda” (2013), em que ele interpretou Jackie Robinson, primeiro jogador de beisebol negro a participar da liga profissional.

Em junho, fotos de paparazzi flagraram o ator entrando em cadeira de rodas num hospital. O fato não foi esclarecido à época. Em nenhum momento, a doença do ator foi comunicada ou vazada para a imprensa.

Diagnosticado com o estágio 3 do câncer em 2016, Chadwick Boseman enfrentou cirurgias e quimioterapia sem que o público soubesse, esperando superar as dificuldades de saúde para continuar a carreira, que tinha atingido o auge. Entretanto, não conseguiu evitar que doença evoluísse para o estágio 4, terminal.