Irmãos Russo voltarão a trabalhar com Chris Evans em thriller de ação da Netflix

Os irmãos Anthony e Joe Russo, diretores do blockbuster “Vingadores: Ultimato”, vão voltar a trabalhar com Chris Evans, o Capitão América, em seu próximo filme. Eles fecharam a produção de “The Gray Man” com a Netflix e, além de Evans, o thriller de ação e espionagem contará com Ryan Gosling (“La La Land”) no elenco central.

“The Gray Man” será o segundo filme dirigido pelos Russo após quebrarem todos os recordes de arrecadação com “Vingadores: Ultimato”, no ano passado. Antes da pandemia de covid-19, eles voltaram a se reunir com Tom Holland, o Homem-Aranha, no drama criminal “Cherry”, que está atualmente em pós-produção.

Sua próxima produção vai custar mais de US$ 200 milhões e deve quebrar outro recorde, como o longa mais caro já feito pela Netflix. Segundo o Deadline, a aposta é alta para transformar o filme no começo de uma franquia “no nível de James Bond”.

Inspirado no livro de estreia de Mark Greaney, publicado em 2009, “The Gray Man” vai trazer Gosling como um assassino de aluguel e ex-agente da CIA, que é caçado ao redor do mundo por um ex-colega de agência (Evans).

Gosling será, portanto, o Homem Cinzento do título, o matador freelance Court Gentry. Desde a publicação de “The Gray Man”, o personagem já apareceu em outras quatro aventuras literárias. A mais recente, “One Minute Out”, foi publicada em fevereiro deste ano nos EUA.

A adaptação foi escrita por Joe Russo e revisada por Christopher Markus e Stephen McFeely, a dupla de roteiristas que assinou os quatro filmes dos Russo para a Marvel – dois “Capitão América” e dois “Vingadores”.

Por curiosidade, esta não é a primeira tentativa de adaptação da saga literária de Greaney. Há alguns anos, Brad Pitt quase virou o Homem Cinzento, com direção de James Gray. O projeto não saiu do papel, mas os dois fizeram “Ad Astra”.