Warner adia estreia de Tenet pela segunda vez



A Warner adiou a estreia de “Tenet”. De novo. Mas continua apostando no mesmo otimismo que causou o segundo adiamento. A nova data é, mais uma vez, uma adiadinha.

Originalmente previsto para 17 de julho, o estúdio relutou para encarar a realidade e só quando viu que não haveria cinemas abertos nesta data é que resolveu atrasar o lançamento. Mas só em duas semanas, para 31 de julho nos EUA.

Diante do improvável retorno dos cinemas em um mês, repetiu a dose agora, jogando o filme para duas semanas mais tarde, em 12 de agosto.

A maioria dos cinemas dos Estados Unidos permanece fechada para ajudar a conter a propagação da covid-19, e os números recentes da infecção indicam que a pandemia ainda está em curva ascendente no país – assim como no Brasil.

No Brasil, por sinal, o filme já estava marcado para agosto, mais exatamente para 13 de agosto, que agora se tornou um dia antes da estreia nos EUA. A Warner não informou se esta data vai sofrer nova mudança.

“A Warner Bros está comprometida em levar ‘Tenet’ ao público nos cinemas, em tela grande, quando os exibidores estiverem prontos e as autoridades de saúde pública disserem que é hora”, disse o estúdio em comunicado.



“Tenet” é um dos filmes de grande orçamento com os quais os exibidores contam para atrair o público de volta às salas de cinema após a paralisação mundial do setor no início deste ano.

A trama do longa é até agora um mistério e a sinopse genérica não ajuda: “Armado com apenas uma palavra – Tenet – e lutando pela sobrevivência do mundo, o protagonista (John David Washington) precisa partir em uma missão dentro do mundo da espionagem internacional, que irá revelar algo além do tempo. Não é viagem no tempo. É inversão.”

O texto nem sequer nomeia o personagem principal, mas remete à situações vistas no trailer, como balas que disparam na direção contrária dos tiros e carros que capotam de trás pra frente, numa espécie de “efeito rewind”, que questiona a linearidade do tempo e lembra que o diretor responsável é o mesmo de “A Origem” (2010) e “Interestelar” (2014).

Detalhe: em entrevistas recentes, os protagonistas disseram não ter entendido nada durante as filmagens.

O elenco do filme inclui John David Washington (“Infiltrado na Klan”), Robert Pattinson (“Bom Comportamento”), Elizabeth Debicki (“As Viúvas”), Clémence Poésy (“The Tunnel”), Martin Donovan (“Big Little Lies”), Aaron Taylor-Johnson (“Vingadores: Era de Ultron”) e Dimple Kapadia (“Confinados”), atriz veterana de Bollywood em seu primeiro grande papel em Hollywood, além de dois velhos conhecidos dos filmes de Nolan, Michael Caine (trilogia “Batman”) e Kenneth Branagh (“Dunkirk”).



blank

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings