blank

Criador de White Collar sugere que a série pode retornar com seu elenco original

O criador da série “White Collar”, exibida na TV aberta brasileira com o título de “Crimes do Colarinho Branco”, revelou no Twitter ter “um plano” para trazer a série de volta.

O produtor-roteirista Jeff Eastin fez a revelação nesta quarta (6/5) numa série de posts com apoio do astro Matt Bomer, que ganhou projeção em sua carreira graças ao papel do vigarista “reformado” Neal Caffrey. Bommer viveu o personagem nas seis temporadas da série, de 2009 a 2014.

“Tive uma conversa ótima com Matt Bomer. Temos um plano para trazer ‘White Collar’ de volta. Então, como Mozzie [personagem de Willie Garson] diria: ‘para citar Steve Harvey, o sonho é de graça. O golpe é vendido separadamente’. Então vamos planejar o golpe”, ele escreveu.

Eastin estendeu o assunto por mais alguns tuítes. Após escrever que “era hora de acabar com a aposentadoria de Neal”, o próprio Bomer entrou na conversa. “Vamos fazer isso antes que eu fique muito velho para usar um chapéu fedora”, escreveu o ator.

Outro protagonista da série, o ator Tim DeKay, se juntou à conversa, avisando: “Estou à bordo… num avião rumo a Paris”. A referência à capital francesa tem relação com a forma como a série acabou em 2014.

A conversação entre o criador e o elenco de “White Collar” se deu um dia antes de um reencontro virtual previamente agendado entre eles. Além dos citados, Willie Garson, Marsha Thomason, Sharif Atkins, Tiffani Thiessen e Hilarie Burton vão participar de uma videoconferência sobre a série nesta quinta (7/5), a partir das 21h (horário de Brasília), no canal do Youtube “Stars in the House”.

Caso a série realmente volte, não poderá contar, infelizmente, com uma atriz de seu elenco original. Diahann Carroll, intérprete de June, dona da cobertura que servia de residência para Neal, morreu em outubro passado aos 84 anos.