Criadora de Boneca Russa desenvolve série live-action de Star Wars com heroínas femininas

A Disney está mesmo decidida a criar um universo televisivo de séries derivadas de “Star Wars”. O estúdio confirmou nesta semana um novo projeto para Leslye Headland, cocriadora da série “Boneca Russa” (Russian Doll) da Netflix.

Sem detalhes revelados, a nova série será ambientada em uma parte diferente da linha temporal da franquia e focará personagens femininas. Headland deve ser a showrunner e roteirista da atração. Ainda em fase de desenvolvimento, não há outros nomes confirmados para a equipe ou elenco.

O acordo, na verdade, foi concluído há vários meses e Headland até assistiu à première de Los Angeles de “Star Wars: A Ascensão Skywalker”.

Esse não é o único projeto televisivo de “Star Wars” em desenvolvimento. Após o sucesso de “The Mandalorian”, que virou o carro-chefe do Disney+, a plataforma também vai lançar séries focadas em Cassian Andor, o personagem de Diego Luna em “Rogue One”, e Obi-Wan Kenobi, que marcará a volta de Ewan McGregor ao papel que desempenhou na trilogia intermediária da franquia.

Não por acaso, o dirigente criativo da Disney, Bob Iger, afirmou que o futuro de “Star Wars” serão séries: “A prioridade nos próximos anos está na televisão”.

Ainda não há previsão de estreia para nenhum desses projetos, já que todas as produções estão paralisadas devido à pandemia do novo coronavírus, mas a 2ª temporada de “The Mandalorian” tem lançamento marcado para outubro em streaming.

A expectativa é que a Disney+ chega ao Brasil neste mesmo período.