Produção de Grey’s Anatomy é interrompida pelo coronavírus

Os médicos da ficção foram derrotados pelo coronavírus. Os produtores de “Grey’s Anatomy” informaram que as gravações de novos episódios da série médica foram suspensas, devido à pandemia.

A interrupção não programada aconteceu quando ainda faltavam ser gravados 4 dos 25 episódios previstos para a 16ª e atual temporada.

O anúncio segue recomendação do prefeito de Los Angeles, Eric Garcetti, de que as reuniões em grupo sejam limitadas a 50 pessoas na cidade – 200 a menos que a orientação do governador Gavin Newsom para o estado.

Os planos iniciais são para uma pausa de duas semanas.

“Essa decisão foi tomada para garantir a saúde e a segurança de todo o elenco e equipe e a segurança de nossos entes queridos fora do trabalho, e foi tomada de acordo com a sugestão do prefeito Garcetti de que não nos reunamos em grupos de mais de 50 pessoas”, escreveram a showrunner Krista Vernoff e os produtores Debbie Allen e James D. Parriott em comunicado.

O Centro para Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) informou na terça (10/3) a existência de 696 casos comprovados de coronavírus no país, um aumento de 224 casos em relação à contagem anterior, e disse que o número de mortes aumentou de 6 para 25.