Festival de Tribeca é adiado por tempo indeterminado

A organização do Festival de Tribeca anunciou o adiamento de sua edição de 2020 devido ao coronavírus. O evento cinematográfico, que aconteceria em Nova York de 15 a 26 de abril, deverá ser realizado no fim do ano, mas a nova data ainda não foi anunciada.

“Fundamos o Tribeca Film Festival como uma maneira de curar nossa comunidade após a devastação dos ataques de 11 de setembro de 2001. Estávamos determinados a superar nosso medo e ansiedade ao nos unirmos. Está em nosso DNA marchar adiante enquanto nos preocupamos com nossa comunidade”, disse a co-fundadora do festival e CEO da Tribeca Enterprises Jane Rosenthal em um comunicado, acrescentando que adiar a 19ª edição foi uma” decisão difícil “.

“Estamos comprometidos em garantir a saúde e segurança do público, além de apoiar nossos amigos, cineastas e contadores de histórias que olham para Tribeca como uma plataforma para mostrar seu trabalho ao público”, acrescentou Rosenthal. “Voltaremos em breve com nossos planos.”

Este é o segundo festival importante de cinema abatido pela pandemia de covid-19 nos EUA. Na sexta passada (6/3), o Festival SXSW informou que tinha sido cancelado.

Este ano, a coprodução brasileira “Pacificado”, de Paxton Winters, seria projetada no evento nova-iorquino.

O adiamento foi decidido após o governador de Nova York, Andrew Cuomo, anunciar nesta quinta-feira (12/3) que estão proibidos eventos e reuniões de mais de 500 pessoas na cidade. Escolas, hospitais, transporte público e asilos estão isentos desta regra, mas até os teatros da Broadway aderiram ao fechamento coletivo.

Vários filmes também viram suas datas de lançamento adiadas pela pandemia, incluindo “007 – Sem Tempo Para Morrer”, “Pedro Coelho 2: O Fugitivo, “Um Lugar Silencioso – Parte II”, “Velozes e Furiosos 9”, “Mulan” e “Os Novos Mutantes”, sem esquecer de produções menos cotadas, como “Espíritos Obscuros”, “The Lovebirds” e “Blue Story”.