Diretor revela que Os Novos Mutantes nunca passou por refilmagens

O diretor Josh Boone revelou que “Os Novos Mutantes” nunca passou por refilmagens. Em entrevista à revista Entertainment Weekly, ele disse que isso nunca aconteceu devido à compra da Fox pela Disney.

“Se não tivesse acontecido a fusão, com certeza teríamos feito refilmagens”, contou. Mas com as negociações entre as empresas, a produção foi paralisada. Segundo ele, “quando a fusão foi finalizada e tudo estava pronto, todo o elenco já estava mais velho”, impedindo que até mesmo cenas complementares fossem feitas.

A atriz Maisie Williams (a Arya de “Game of Thrones”) recentemente viu a versão final do filme e disse à EW que ele “é exatamente o que tínhamos nos proposto a fazer”. “Fiquei nervosa quando eles falavam sobre refilmagens e novas edições, mas honestamente é o que a gente queria fazer”, completou.

Vale lembrar que o principal motivo do enorme atraso nesse lançamento, que deveria ter chegado aos cinemas há dois anos, foi o resultado das sessões de teste, que revelaram que o público esperava um filme de terror, devido ao marketing inicial. Foi a Fox que decidiu refilmar diversas cenas para, como disse a própria Williams na época, “deixar o filme mais assustador”. Segundo rumores, seria uma refilmagem bastante extensa. Mas a agenda do elenco, repleta de astros de séries, provou-se desafiadora. Ao fim, a dificuldade para reunir todos acabou atropelada pela compra da Fox pela Disney. E, aparentemente, a Disney decidiu lançar o filme como estava. Sem as refilmagens.

Maisie Williams diz que chegou a ficar aflita com a falta de notícias sobre a produção. “Eu encontrava a imprensa para outra coisa e sempre me perguntavam sobre ‘Os Novos Mutantes’, mas o estúdio só nos respondia: ‘não saberemos nada até sabermos alguma coisa’.”

“Por causa da fusão, foi um silêncio que durou cerca de um ano”, acrescentou Boone. Só depois de finalizar o negócio a Disney o procurou para saber se ele pretendia terminar a edição do filme. “Disseram: ‘Você vem terminar o filme?’ E eu respondi que ‘adoraria terminar o filme!’”

A produção foi interrompida sem que os efeitos visuais tivessem sido finalizados, sem efeitos sonoros, edição, trilha e vários outros detalhes. “Voltamos e terminamos. Demorou alguns meses, e foi bom poder voltar. Eu e Knate [Lee], meu co-roteirista, passamos um ano sem ver o filme e esse distanciamento fez com que acrescentássemos um monte de coisas aqui e ali [na pós-produção] que não tínhamos pensado ou notado um ano antes.”

Entre os detalhes que não apareceriam se o filme fosse lançado na data original, estão o visual mais elaborado das habilidades místicas de Illyana/Magia, notadamente sua espada de energia, bem como Lockheed, o dragão roxo da personagem.

Finalmente prestes a estrear, a produção continua a ser marketada como um filme de terror. Mas acabou recebendo a classificação PG-13 (impróprio para menores de 13 anos), que sugere uma aventura juvenil.

Mas o clima está lá, garantiu Williams. “É muito … suspense”, descreveu a atriz. “Eu acho que a natureza de um grupo de adolescentes presos em uma instalação, todos com poderes individuais que eles ainda não sabem usar, isso se presta muito bem a suspense e cenas assustadoras. Tudo é feito de uma maneira muito honesta e realmente vem dos personagens e das situações em que estão. Não é um filme de comédia de super-heróis feliz e otimista. Ele é definitivamente muito sombrio”.

Além de Maisie Williams como Lupina, o intérpretes dos Novos Mutantes incluem Charlie Heaton (O Jonathan Byers de “Stranger Things”) como Míssil, Anya Taylor-Joy (“Vidro”) como Magia, Blu Hunt (a vilã Hollow em “The Originals”) como Miragem e o brasileiro Henry Zaga (série “13 Reasons Why”) como Mancha Solar. O elenco se completa com a também brasileira Alice Braga (série “Queen of the South”) como a Dra. Cecilia Reyes.

A estreia no Brasil está marcada para 2 de abril, um dia antes do lançamento nos Estados Unidos.