Andrew Jack (1944 – 2020)



O ator e professor Andrew Jack, que participou dos últimos filmes da franquia “Star Wars”, faleceu aos 76 anos em um hospital da cidade de Chertsey, na Inglaterra, vítima da pandemia de coronavírus.

A doença e a morte foram súbitas, porque Jack estava bastante ativo e trabalhando até algumas semanas atrás, no set de “The Batman”, no Reino Unido, cujas filmagens foram suspensas durante a crise sanitária.

Jack atuou como o major Caluan Ematt em “O Despertar da Força” e “Os Últimos Jedi”, além de dublar o personagem no game “Lego Star Wars: The Force Awakens”.

Mas atuação não era sua atividade principal em Hollywood. Ele era um especialista em dialetos e ajudou a treinar atores em mais de 100 produções, desde “Indiana Jones e a Última Cruzada”, em 1989.



Ele chegou a aparecer em documentários para falar de seu trabalho nas franquias de “O Senhor dos Anéis”, para a qual criou as línguas da Terra Média, e “Sherlock Holmes”, onde ensinou o americano Robert Downey Jr a falar como um inglês da era vitoriana.

Entre as produções mais recentes que usaram seu talento como treinador de sotaques e idiomas inventados estão “Dolittle”, “MIB: Homens de Preto – Internacional”, “Han Solo: Uma História Star Wars”, “Thor: Ragnarok” e até o blockbuster “Vingadores: Ultimato”. Seu trabalho em “The Batman” também era nesta função.

Infelizmente, sua esposa não poderá comparecer ao enterro por estar em quarentena na Austrália.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings