Doctor Who: Episódio histórico introduz primeira intérprete negra do Doutor

A série mais longeva (56 anos!) e popular do Reino Unido, “Doctor Who” fez história no fim de semana passado ao introduzir a primeira intérprete negra de seu personagem principal.

O capítulo intitulado “Fugitive of the Judoon” apresentou Jo Martin (da série “Holby City”) como o Doutor. Após a exibição, a atriz até mudou a foto de seu perfil no Twitter para incluir uma imagem em que aparece fantasiada como o Doutor – veja abaixo – , tendo mantido seu papel em segredo por meses.

Isto não significa, porém, que Martin será a próxima Doutor, sucedendo Jodie Whittaker, primeira mulher a assumir o papel. Sua personagem foi revelada como uma versão antiga e desconhecida do Doctor, escondida na Terra como uma guia turística. Após as duas versões femininas do Doutor se encontrarem, elas viajam para um farol remoto, onde Whittaker descobre a Tardis de Martin enterrada e a memória da personagem perdida é restaurada.

O episódio originou uma teoria de que o Doutor desconhecido vem de uma realidade alternativa, já que nem Whittaker nem Martin alegam reconhecer a outra. Afinal, a história que abriu a temporada, “Spyfall”, estabeleceu a ideia do multiverso em “Doctor Who”.

Mas whovians obcecados pela cronologia da série apontam que há uma lacuna de continuidade entre o segundo e o terceiro Doutores, que poderia servir como ponto para a inclusão de Martin. Em sua última aparição regular no papel, Patrick Troughton foi forçado a mudar de rosto como uma punição dos Senhores do Tempo. No episódio seguinte, o Doutor de Jon Pertwee aparecia caído na Tardis, mas a transformação entre os dois nunca foi mostrada.

Quem não acompanha a série pode achar tudo isso muito confuso. Mas o artifício narrativo que justifica as multiplicações de Doutores é simples: sempre que o personagem é ferido de morte, ele se transforma em outra pessoa, ganhando não apenas nova aparência, mas também um nova personalidade, ainda que mantenha intacta toda a sua memória. Por isso, ele é imortal.

O truque foi concebido quando William Hartnell (1908–1975), o primeiro intérprete de “Doctor Who”, resolveu sair da série contra a vontade dos produtores. Para manter a atração no ar, eles o substituíram por um novo ator, Patrick Troughton, que se dizia o mesmo personagem, apenas com outra aparência e comportamento. Deu tão certo que, quando Troughton abandonou a trama, os produtores continuaram com Jon Pertwee. E assim sucessivamente até Jodie Whittaker, introduzida no especial de Natal de 2017.

A 12ª temporada (desde o revival de 2005) de “Doctor Who” estreia na sexta (31/1) no Brasil, pela plataforma Globoplay.

Veja abaixo a cena em que a Doutor desconhecida se apresenta e a post de Jo Martin com sua nova foto de perfil no Twitter.