Vídeo revela estreia explosiva de Jodie Whittaker como novo Doctor Who

A BBC divulgou oficialmente a cena de introdução da atriz Jodie Whittaker (série “Broadchurch”) na série “Doctor Who”, que foi ao ar na noite de segunda (25/12) no Reino Unido e nos Estados Unidos. Além da “regeneração” do personagem, o vídeo também revela que a primeira coisa que ela faz como protagonista da atração é (aparentemente)… destruir a Tardis!

O final do episódio terminou num cliffhanger que deve garantir grande interesse do público na 11ª temporada da série (contando desde o revival de 2005). Não que precisasse. A curiosidade diante da primeira mulher a interpretar o Doutor levou 5,7 milhões de telespectadores a sintonizarem o especial de Natal no Reino Unido – superando a audiência do Natal passado. No Brasil, o capítulo foi até exibido nos cinemas.

A aventura natalina, claro, também marcou a despedida do ator Peter Capaldi, após quatro anos no papel. E foi a última história de Steven Moffat para a produção, que ele comandou por sete anos.

Além de um novo Doctor Who, a série terá um novo showrunner em 2018: Chris Chibnall, criador da premiada série “Broadchurch”, de onde vem Whittaker (e que ironicamente era estrelada pelo ex-“Doctor Who” David Tennant). Ele assume a atração na 11ª temporada e já mostrou suas credenciais nos últimos e explosivos instantes do especial de Natal.

A mudança sexual do protagonista estava sendo discutida há muito tempo e ganhou ímpeto após Moffat transformar outro Senhor do Tempo em Senhorita: o vilão conhecido como Mestre (John Simm) virou Missy (Michelle Gomez) há dois anos, na 8ª temporada de “Doctor Who”.

Graças a um artifício narrativo, o Doutor (e também o Mestre) altera periodicamente sua aparência e personalidade, permitindo que a produção atravesse as décadas (a série estreou em 1963) com uma cronologia intacta, fazendo apenas a mudança do ator principal. O truque foi concebido quando William Hartnell (1908–1975), o primeiro intérprete de Doctor Who, resolveu sair da série contra a vontade dos produtores. Por sinal, a primeira “regeneração” foi tema do episódio de Natal, assim como referências a como o machismo se tornou antiquado.

Bastante esperada, a estreia de Whittaker no papel chegou até a render comentários numa série americana. A mudança de intérprete em “Doctor Who” foi celebrada no episódio “Girls Night Out” da série “The Flash”, exibido no começo de novembro nos Estados Unidos, num diálogo que continha a expressão “hashtag feminismo”.

“Oh, brilhante!” é a única coisa que ela diz em sua primeira aparição. Mas também podia ter sido: “oops”. Veja abaixo.