Porta dos Fundos vence o Emmy Internacional com Especial de Natal



A cerimônia de premiação do Emmy Internacional consagrou duas produções brasileiras na noite de segunda-feira (25/11) em Nova York: o “Especial de Natal Porta dos Fundos”, da Netflix, como a Melhor Comédia e o programa “Hack the City”, do National Geographic, na categoria de séries em curta-metragem.

“Negócio é o seguinte: Porta dos Fundos ganhou como Melhor Comédia com ‘Especial de Natal’. Semana que vem temos nosso novo especial. Eu estou muito feliz, de verdade. Emocionado. Porque isso é importante para o Brasil, para entendermos que cultura também é isso. Ano que vem, quero estar aqui de novo nessa bagaça”, disse o humorista Fábio Porchat, em vídeo, após receber Emmy. Ele ainda completou com uma informação pessoal: “É ainda mais especial porque é meu aniversário de casamento”. Veja abaixo.

O grupo Globo, acostumado a vencer a premiação, desta vez ficou de fora da distribuição de troféus. O conglomerado concorria com “Se Eu Fechar os Olhos Agora”, como Melhor Minissérie, pelo desempenho de Marjorie Estiano em “Sob Pressão”, na categoria de Melhor Atriz, e pela produção de “A Primeira Pedra”, do canal Futura, como Melhor Documentário.

O Brasil ainda teve indicados a série “1 Contra Todos” e o ator Raphael Logam, de “Impuros”, ambos da Fox, além das produções da HBO “Ópera Aberta – Os Pescadores de Pérolas”, na categoria de Programa de Arte, e “Magnifica 70”, como Melhor Programa de Horário Nobre em Língua Não-Inglesa exibido nos Estados Unidos.

Para completar a lista, a produção britânica “McMafia”, grande vencedora da noite como Melhor Série Dramática, também inclui o brasileiro Caio Blat em seu elenco.

Confira abaixo a relação completa dos premiados.

Melhor Série de Drama
“McMafia” (Reino Unido)

Melhor Comédia
“Especial de Natal, Porta dos Fundos” (Brasil)

Melhor Telefilme ou Minissérie
“Safe Harbour” (Austrália)

Melhor Ator
Haluk Bilginer por “Sahsiyet” (Turquia)



Melhor Atriz
Marina Gera por “Orok Tel” (Hungría)

Melhor Documentário
“Bellingcat – Truth in a Post-Truth World” (Países Baixos)

Melhor Série Curta
“Hack the City” (Brasil)

Melhor Programa de Arte
“Dance or Die” (Países Baixos)

Melhor Programa de Horário Nobre em Língua Não-Inglesa
“Falco” (Estados Unidos)

Melhor Entretenimento Não-Roteirizado
“The Real Full Monty: Ladies Night” (Reino Unido)

Melhor Telenovela
“La Reina del Flow” (Colombia)


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings