Jamie Lee Curtis conta que cheirou cocaína com seu pai, Tony Curtis


A atriz Jamie Lee Curtis deu uma entrevista à revista Variety para celebrar uma década de sobriedade. E contou alguns detalhes do período em que foi viciada em remédios e bebida alcoólica.

Entre as experiências negativas do vício, ela lembrou quando roubou pílulas de sua irmã, Kelly Curtis, que foi medicada com Vicodin depois de se machucar durante uma peça de teatro. “Eu escrevi uma carta para ela e disse: ‘Fiz uma coisa terrível e roubei suas pílulas e sinto muito’. Quando cheguei em casa naquela noite, fiquei aterrorizada por ela ficar com raiva de mim. Ela apenas me olhou, estendeu os braços e me abraçou. ‘Você é viciada e eu amo você, mas não vou assistir você morrer’. É isso. Ela não apontou o dedo para mim, não me disse mais nada”.

Filha do famoso ator Tony Curtis (“Quanto Mais Quente Melhor”), que também lutava contra o vício em álcool, cocaína e heroína, ela disse que chegou a consumir drogas junto do pai.

“Tinha um período que os meus irmãos não falavam com ele. Eu sabia que meu pai tinha um problema, porque eu também tinha, e nós dividimos drogas. Cheirei cocaína e fumei baseado com ele uma vez”.



Falecido em 2010, Tony Curtis foi casado com a mãe de Jamie, a também atriz Janet Leigh (de “Psicose”), de 1951 a 1962.

“Ele acabou ficando sóbrio por um curto período de tempo e se dedicou muito à sua recuperação por cerca de três anos. Não durou tanto tempo, mas ele se recuperou por um minuto”, explicou a atriz, que está sóbria desde 1999.c

Bastante requisitada aos 60 anos de idade, Jamie Lee Curtis será vista a seguir nos cinemas no elenco grandioso de “Entre Facas e Segredos”, comédia de humor negro do diretor Rian Johnson (“Star Wars: Os Últimos Jedi”), que estreia em 12 de dezembro no Brasil, e acaba de encerrar as filmagens de “Halloween Kills”, previsto para o Halloween de 2020.


Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings