Paul McCartney revela ter ido disfarçado ver Yesterday no cinema

O músico Paul McCartney revelou que foi recentemente disfarçado ao cinema para assistir ao filme “Yesterday”, que conta a história de como seria o mundo se os Beatles não tivessem existido.

Ele contou que queria saber como as pessoas reagiam a essa ideia e riu muito quando foi citado como “o melhor compositor” por alguém que acompanhava o filme próximo dele e de sua esposa Nancy Shevell. “Queríamos ver o filme com as pessoas, não com os executivos do estúdio. Achei ótimo”, ele explicou, durante entrevista no programa “The Late Show with Stephen Colbert”, da rede americana CBS.

Sobre a música “Yesterday”, que dá nome ao filme, Paul comentou que a morte de sua mãe pode ter influenciado versos da composição, um dos maiores clássicos dos Beatles. “Na verdade, eu achava que esse triste episódio não tinha afetado minha musicalidade… mas anos depois de compor ‘Yesterday’, alguém me disse que a letra poderia ser sobre minha mãe e eu percebi que sim, poderia ser”, analisou.

Na entrevista, ele também falou sobre sua relação com John Lennon. Disse que afinidade musical entre eles era muito grande que ainda sonha com o amigo. “Eu geralmente tenho sonhos com a banda, e eles são loucos. Frequentemente, estou com John e estou falando sobre fazer alguma coisa. Preparo meu baixo para tocar e ele está coberto de fita adesiva. Você sabe, são sonhos! Então, eu estou captando tudo e tentando falar com John. Eu tenho muitos sonhos com ele e sempre são bons”, contou Paul McCartney.

A entrevista é divertidíssima. Veja abaixo o trecho em que ele fala de “Yesterday”, mas também confira o vídeo seguinte, que é de rolar de rir – além de confirmar que Paul McCartney é o cara mais legal do mundo.