Disney anuncia nova animação com princesa asiática e dragões


A Disney anunciou a produção de um novo longa animado na D23 Expo, a “Comic Con” do estúdio que acontece até domingo (25/8) em Anaheim, na Califórnia. O filme se chama em inglês “Raya and the Last Dragon” e também ganhou sua primeira imagem conceitual. Veja acima e, em versão com movimento, logo abaixo.

A trama vai se passar na fictícia terra de Kumandra, em que os dragões eram venerados por seu poder e sua sabedoria. No entanto, ela foi tomada por forças sombrias e os dragões sumiram. Uma garota chamada Raya sai então em busca do último dragão, que pode salvar o mundo.

Apesar do reino ser fictício, a produção viajou até o sudeste asiático para buscar inspirações para a trama do filme. Por conta disso, Raya também foi apresentada como a primeira princesa asiática da Disney desde “Mulan” (1998).

“Raya and the Last Dragon” foi escrito pela roteirista Adele Lim, nascida na Malásia, que assinou diversos episódios de séries antes de estrear no cinema com o sucesso “Podres de Ricos” (2018), e vai marcar a estreia na direção da dupla Paul Briggs e Dean Wellins, veteranos da Disney que trabalharam em várias animações famosas do estúdio, de “A Princesa e o Sapo” (2009) a “Zootopia” (2016).

A atriz canadense Cassie Steele (da série “Degrassi: A Próxima Geração”), descendente de filipinos, vai dublar Raya, enquanto a americana Awkwafina (“Poders de Ricos”), descendente de chineses e coreanos, ficará com o papel de sua companheira, Sisu, a última “dragoa”.

Sisu é inspirada em mitos sobre criaturas da água do sudeste da Ásia. Ou seja, “ela não é como qualquer dragão que você já viu antes”, disse Awkwafina na D23. O que é confirmado pela imagem do personagem exibida no evento, que pode ser conferida abaixo.



A estreia foi marcada para novembro de 2020, no Dia de Ação de Graças americano.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings