Criadores de Game of Thrones fecham contrato de exclusividade com a Netflix



A Netflix saiu na frente na briga pela produção da próxima série-evento estilo “Game of Thrones”. Simplesmente contratou os criadores de “Game of Thrones”.

Cortejados por seis estúdios diferentes, os roteiristas-produtores David Benioff e D.B. Weiss fecharam um contrato global de exclusividade para desenvolver novas séries e filmes para a plataforma de streaming.

O acordo valeria cerca de US$ 200 milhões, segundo a revista The Hollywood Reporter. Embora o número não tenha sido confirmado, ele representa um valor intermediário entre os dois outros megacontratos assinados pela Netflix, os US$ 150 milhões firmados com Shonda Rhimes (“Grey’s Anatomy”) e os US$ 300 milhões que conquistaram Ryan Murphy (“American Horror Story”).

A dupla ouviu propostas da HBO, WarnerMedia, Disney, Comcast, Amazon e Apple, antes de fechar com a Netflix. Além de valor maior, a plataforma ofereceu mais corda para Benioff e Weiss enforcarem sua ambição, abrindo as portas para a produção de filmes que venham a criar.



O diretor de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, deu as boas vindas aos produtores em comunicado: “Estamos muito felizes em receber dois dos maiores contadores de histórias David Benioff e Dan Weiss na Netflix. Eles são uma força criativa e encantaram o público em todo o mundo com sua narrativa épica. Mal podemos esperar para ver o que a imaginação deles trará para nossos assinantes”.

David Benioff e Dan Weiss também se manifestaram: “Tivemos uma bela trajetória com a HBO por mais de uma década e somos gratos a todos por sempre fazer com que nos sentíssemos em casa… [Mas] A Netflix construiu algo surpreendente e sem precedentes, e estamos honrados que eles tenham nos convidado para se juntar a eles. ”

Eles têm várias produções que precisam encerrar, antes de iniciar novos projetos. Estão criando, escrevendo e produzindo uma das próximas trilogias de “Star Wars” para a Lucasfilm/Disney, um projeto da Universal relacionado ao roqueiro Kurt Cobain e negociavam a adaptação do drama de prisão “Dirty White Boys” para a Fox/Disney.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings