Viúva Negra: Marvel oficializa elenco, revela personagens e marca estreia



A Marvel confirmou vários detalhes do filme solo da Viúva Negra no sábado (20/7), durante seu painel na Comic-Con Internacional, em San Diego. Para começar, a data de estreia. O longa estrelado por Scarlett Johansson chega aos cinemas americanos em 1º de maio de 2020.

O estúdio também aproveitou para oficializar o elenco coadjuvante, que inclui Rachel Weisz (“A Favorita”), David Harbour (“Stranger Things”), O-T Fagbenle (“The Handmaid’s Tale”) e Florence Pugh (“Midsommar”). Todos os nomes já eram conhecidos, graças a vazamentos e fotos dos sets.

Florence Pugh foi confirmada como Yelena Belova, assassina que passou pelo mesmo treinamento da heroína e que deve continuar o legado da Viúva Negra no MCU (Universo Cinematográfico Marvel). Já David Harbour viverá o Guardião Vermelho (Red Guardian), um espião da KGB criado por Roy Thomas e John Buscema em 1967, que surgiu como vilão dos Vingadores.

As filmagens já estão acontecendo na Europa e as primeiras cenas foram exibidas para o público da Comic-Con. Elas exploram a rivalidade e a posterior amizade forjada entre Natasha (Johansson) e Yelena (Pugh), além de apresentar diversas mulheres vestidas como Viúva Negra e uma luta da heroína contra um vilão que não parece o Guardião Vermelho, mas sim o Treinador (Taskmaster) – que também pode ser uma mulher sob o uniforme e já foi flagrado por paparazzi nas filmagens. Mestre das artes marciais, nos quadrinhos o personagem gerencia uma escola para treinamento de mercenários e outros criminosos.



Em sua abertura, o vídeo ainda incluiu cenas de aparições da Viúva Negra em diversos filmes da Marvel, dando a entender que a história se passa imediatamente após “Capitão América: Guerra Civil”, acompanhando-a após ela se tornar foragida por ter ajudado o Capitão América.

“Viúva Negra” tem roteiro de Jac Schaeffer (do curta “Olaf em uma Nova Aventura Congelante de Frozen”) e direção da australiana Cate Shortland (“A Síndrome de Berlim”), que comentou sua abordagem na Comic-Con, aprofundando a premissa da história.

“O que me atraiu na história é que Viúva Negra tem muitos segredos e vulnerabilidades, e é isso que faz dela uma grande heroína”, disse Shortland. “Neste filme, conseguimos entender o passado dela, vendo como ela consegue juntar todas as peças de si mesma para se tornar uma mulher completa.”


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings