Diretor de Thor: Ragnarok foi quem convenceu Natalie Portman a voltar pra Marvel

O presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, revelou que a volta de Natalie Portman ao papel de Jane Foster na franquia “Thor” foi mérito do diretor Taika Waititi. Em entrevista ao Yahoo! após o painel do estúdio na Comic-Con International, em San Diego, o executivo deu detalhes dos bastidores desse retorno.

“Nós amamos Natalie, ela faz parte da família do MCU”, comentou Feige na entrevista. “Estamos sempre em contato com ela. Quando Taika nos trouxe a ideia de adaptar uma determinada parte dos quadrinhos em ‘Thor: Love and Thunder’, ficamos muito animados”.

“Nós colocamos Natalie em contato com Taika, eles tiveram apenas uma reunião, e ela aceitou retornar”, completou.

Previsto para lançamento em novembro de 2021, o filme batizado em inglês de “Thor: Love and Thunder”, trará Jane Foster assumindo o lugar de Thor, como a Deusa do Trovão.

Como disse o próprio Feige, a ideia não é uma invenção aloprada de Taika Waititi, que vai comandar a continuação após o sucesso de sua abordagem cômica em “Thor: Ragnarok” (2017). Nos quadrinhos, Jane Foster vira mesmo Thor, num período em que o herói não consegue mais erguer o martelo. Iniciada em 2014, esta fase transformou o antigo interesse romântico do herói até numa integrante dos Vingadores. Mas não acaba muito bem, nem para Jane nem para Valquíria, que também está confirmada na trama após ser introduzida em “Ragnarok”. O desfecho se dá na recentíssima “Guerra dos Reinos”, trama publicada em 2019, que traz novas mudanças de status para os heróis de Asgard.

A produção vai voltar a juntar Natalie Portman e Chris Hemsworth após a atriz pular “Thor: Ragnarok”.

Havia rumores de desentendimento entre o estúdio e a estrela. Tudo porque Portman queria Patty Jenkins à frente de “Thor: Mundo Sombrio” (2013) – a diretora chegou a ser contratada, mas foi substituída nas vésperas das filmagens, vingando-se com o sucesso de seu filme seguinte, “Mulher-Maravilha”.

Após “Mundo Sombrio”, Portman sumiu do Universo Cinematográfico da Marvel. Mas reapareceu de surpresa, brevemente, no recente “Vingadores: Ultimato”, sugerindo uma reaproximação.

Sua “substituta” em “Thor: Ragnarok”, Tessa Thompson, intérprete de Valquíria, também foi confirmada no novo filme. Mas não deverá haver disputa entre as duas pelas atenções de Thor. Tessa revelou que é mais provável que ela se interesse por Jane Foster, pois Valquíria vai se assumir como a primeira heroína LGBTQ+ da Marvel no quarto “Thor”.