Chris Evans lembra que quase recusou o papel de Capitão América: “Seria o pior erro da minha vida”



Como os fãs sabem, o ator Chris Evans chegou a recusar o papel de Capitão América duas vezes antes de finalmente aceitar viver o herói nos filmes da Marvel. É que ele já tinha vivido o Tocha Humana em dois filmes do “Quarteto Fantástico” e temia duas coisas: a rejeição dos fãs, que poderiam não aceitar o mesmo ator como dois heróis diferentes da Marvel, e também ficar marcado como intérprete de super-heróis. Além disso, viver o Capitão América tinha um peso muito maior que o Tocha Humana.

Ele voltou a abordar essas dúvidas nesse fim de semana, ao participar com integrantes de “Vingadores: Ultimato” da convenção ACE Comic Con, em Seattle. E refletiu que, se tivesse realmente recusado, sofreria com o arrependimento pelo resto da vida.

“Temia ser rotulado com esse personagem. É um medo de qualquer ator. E realmente, ao longo de dez anos, me acostumei de ser chamado de ‘Capitão’ pelas ruas”, disse. “Mas a verdade é que a Marvel criou uma coleção impressionante de filmes que, se eu não fizesse parte… Se eu tivesse recusado, teria sido o maior erro da minha vida.”



O ator chegou a se despedir do papel durante as filmagens de “Vingadores: Ultimato”, mas as recentes interações com o público e o recorde histórico de bilheteria do filme podem ter mudado sua opinião sobre aposentar o escudo do herói.

“Vingadores: Ultimato” ganhou relançamento com “cenas extras” na sexta-feira (28/6) nos Estados Unidos. O lançamento deveria ser global, mas a Disney não anunciou planos de distribuição da nova versão no Brasil.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings