The Passage é cancelada após a 1ª temporada

A rede americana Fox anunciou o cancelamento da série “The Passage” após apenas uma temporada.

A série de terror estreou embalada por bons números em janeiro, quando chegou a liderar a audiência, mas o ritmo lento da atração cansou o público, que foi minguando até o final da temporada inaugural e (agora) final.

Mesmo assim, “The Passage” registou média de 3,7 milhões de telespectadores e 0,92 ponto na demo. Cada ponto inteiro equivale a 1,3 milhão de público adulto qualificado na medição da consultoria Nielsen. E, neste quesito, a atração da Fox teve desempenho melhor que muitas séries renovadas em outros canais de maior audiência.

Desenvolvida por Liz Heldens (criadora da série “Deception”), a produção é baseada no best-seller “A Passagem”, de Justin Cronin, que originou uma trilogia. A premissa apresenta uma instalação médica secreta do governo, que realiza experimentos com um perigoso vírus que poderia curar todas as doenças ou causar a extinção da raça humana. Mas para saber qual é o resultado, a droga precisa ser testada numa criança.

A partir daí, a trama acompanha uma menina de 10 anos chamada Amy Bellafonte (Saniyya Sidney, da série “American Horror Story”), que é escolhida para o teste, mas acaba despertando o instinto paternal no agente Brad Wolgast (Mark‐Paul Gosselaar, série “Franklin & Bash”), responsável por conduzi-la até a instalação secreta. Numa mudança inesperada, ele resolve fugir e protegê-la, tornando-se alvo de uma caçada humana. Mas os dois são logo capturados e levados para o local, onde vampiros de laboratório aguardam suas chegadas.

Apenas em seu último episódio, que foi ao ar em março na TV americana, a série avançou no tempo até o cenário pós-apocalíptico do livro, onde os vampiros criados pela droga passam a dominar a Terra e os poucos humanos sobreviventes precisam se unir para sobreviver. Esse cenário serviu de epílogo para a produção, deixando a trama (mais ou menos) finalizada, ainda que aberta para uma continuação.

“The Passage” só começou a ser exibida no Brasil em abril pelo canal pago Fox.