Detetive Pikachu e Cemitério Maldito são as principais estreias de cinema



Dois grandes lançamentos vão disputar o público nesta quinta (9/5), sob a sombra gigante de “Vingadores: Ultimato” – que continua em cartaz em mais cinemas. “Pokémon – Detetive Pikachu” tem estreia simultânea com os Estados Unidos, enquanto “Cemitério Maldito” já passou pelo mercado norte-americano sem justificar o investimento do estúdio.

O melhor deles é mesmo o que tem o protagonista “de pelúcia” irresistível, detalhe que ajuda muito, considerando que é baseado num game específico e obscuro da Nintendo, em que Pikachu tem um chapeuzinho de Sherlock Holmes e fala. Na versão hollywoodiana, o personagem de Justice Smith (de “Jurassic World: Reino Ameaçado”) é o único que entende o que o Pikachu diz. O resto da população reage como os fãs da série animada “Pokémon”, ouvindo apenas pika-pika-pika – o que soa como uma palavrão na voz de Ryan Reynolds (o Deadpool), dublador do personagem e responsável pelas melhores piadas.

Mesmo respeitando a premissa do game, a produção aproveita para preencher a trama com muitos pokémons, inclusive com easter eggs da série animada japonesa, situando a história no mesmo mundo da franquia. E este detalhe é a principal atração do filme, o primeiro lançamento live-action de “Pokémon”.

Já “Cemitério Maldito” muda detalhes do livro homônimo de Stephen King, mas não consegue ser mais que um mero remake de terror. Não acredite no hype: sem Ramones, não tem como a nova versão ser melhor que o original de 1989. Ambos tem notas similares no Rotten Tomatoes: medíocres.

Sobram 11 lançamentos, todos direcionados ao diminuto e lotado circuito limitado. Um deles, inclusive, pulou da semana passada para esta, porque não encontrou salas disponíveis – veja-se, lá em cima, “Vingadores: Ultimato”. E é justamente o melhor dos títulos de ficção.

Vencedor de cinco troféus da Academia Austríaca, “Mademoiselle Paradis” faz uma reconstrução requintada de época – o século 17 – e capricha na fotografia para contar a história real de uma célebre pianista cega (Maria Theresia Paradis, em interpretação gloriosa de Maria Dragus) que recupera a visão ao conhecer um curandeiro famoso (Franz Anton Mesmer). Para transmitir a redescoberta do olhar, o filme de Barbara Albert (“Os Mortos e os Vivos”) se transforma num deleite visual para todo o público. Tem “apenas” 100% de aprovação no Rotten Tomatoes.

As outras opções também são muito boas. Quem gosta de bichos vai amar “A Menina e o Leão”, produção francesa passada na África, que traz no elenco Mélanie Laurent (“Truque de Mestre”). O drama indie “A Vida de Diane”, sobre a Terceira Idade, venceu o Festival de Tribeca, nos EUA, e tem 94% no Rotten Tomatoes. E o chinês “Longa Jornada Noite Adentro” precisa ser visto na maior tela possível, porque seu visual neon-noir é simplesmente impressionante – 93% no Rotten Tomatoes.

Há ainda três ficções brasileiras. O destaque é “Mormaço”, que reflete o descaso social por trás das obras das Olimpíadas no Rio, ao mesmo tempo em que incorpora elementos de terror. Instigante, marca a estreia solo da diretora Marina Meliande, que surgiu há 10 anos ao lado de Felipe Bragança com “A Fuga, a Raiva, a Dança, a Bunda, a Boca, a Calma, a Vida da Mulher Gorila”.

A programação também é farta em documentários. Inclusive, um imperdível: “Varda por Agnès”, último filme da genial Agnès Varda, que reflete sobre o cinema em sua despedida, usando toda a criatividade plástica que sempre a diferenciou.

Logo abaixo há mais detalhes de todas as 13 estreias e seus respectivos trailers. Bom programa.

Pokémon – Detetive Pikachu | EUA | Aventura

O desaparecimento do detetive Harry Goodman faz com que seu filho Tim (Justice Smith) parta à sua procura. Ao seu lado ele conta com Pikachu, o antigo parceiro Pokémon de seu pai, que perdeu a memória recentemente. Juntos, eles percorrem as ruas da metrópole de Ryme City, onde humanos e Pokémon vivem em harmonia… por enquanto.

Cemitério Maldito | EUA | Terror

A família Creed se muda para uma nova casa no interior, localizada nos arredores de um antigo cemitério amaldiçoado usado para enterrar animais de estimação – mas que já foi usado para sepultamento de indígenas. Algumas coisas estranhas começam a acontecer, transformando a vida cotidiana dos moradores em um pesadelo.

Mademoiselle Paradis | Áustria | Drama

Viena, século 17. Maria Theresia Paradis (Maria-Victoria Dragus) é uma jovem cega extremamente habilidosa no piano. Na esperança de conseguir curar sua cegueira, seus pais a levam até o dr. Mesmer (Devid Striesow), um médico que explora métodos alternativos. Após bastante dedicação, ele descobre que Maria na verdade tem gota e consegue fazer com que ela volte a enxergar. É quando a jovem precisa redescobrir o mundo, já que desde a infância apenas ouvia os sons do que estava ao seu redor.

A Menina e o Leão | França | Aventura

Mia (Daniah De Villiers) é uma jovem de 14 anos que desde pequena tem uma profunda amizade com Charlie, um leão branco da fazenda de sua família. Quando seu pai decide vender Charlie para caçadores de troféus, Mia não vê outra opção além de fugir com o leão para salvá-lo.


A Vida de Diane | EUA | Drama

Diane (Mary Kay Place) é uma viúva na casa dos 70 anos cuja vida é ditada pela necessidade dos outros. Ela passa seus dias levando comida para moradores de rua, visitando amigos no fim de suas vidas e tentando desesperadamente se conectar com seu filho viciado em drogas. Conforme ela vai perdendo essas peças de sua existência, ela se vê obrigada a olhar para si e confrontar sua própria identidade.

Longa Jornada Noite Adentro | China | Drama

Luo Hongwu volta para sua cidade natal depois ter ficado impune por um assassinato que cometeu há 12 anos. As memórias da mulher que matou voltam à tona. O passado, o presente, a realidade e a imaginação começam a se confrontar.

Mormaço | Brasil | Drama

Ana (Mariana Provenzzano) é uma defensora pública que trabalha contra a remoção da Vila Autódromo, comunidade da zona oeste do Rio de Janeiro que a prefeitura deseja riscar do mapa em virtude das instalações esportivas das Olimpíadas de 2016. Ela mesma correndo risco de perder sua casa por conta da especulação imobiliária que assola a cidade e cada vez mais cansada por conta do clima e da árdua luta, de repente percebe o surgimento de marcas misteriosas em seu corpo.

A Quarta Parede | Brasil | Drama

Membro de uma importante companhia de Teatro, Teo enfrenta os ossos do ofício da profissão de ator. Ele foi escalado para encenar a peça “Entre Quatro Paredes”, de Jean Paul Sartre, mas foi removido do elenco quando o diretor resolveu usar um critério duvidoso para montá-lo: a popularidade dos atores nas redes sociais. Sentindo que seus talentos foram desmerecidos, Teo decide usar as plataformas virtuais para manipular seus colegas de trabalho, mas a brincadeira acaba tendo consequências gravíssimas.

B.O. | Brasil | Comédia

Pedro (Daniel Belmonte) e Fabricio (André Pellegrino) são dois jovens cineastas que tentam de tudo para ter seus roteiros de comédia realizados, mas sempre acabam rejeitados. Frustrados, eles passam a acreditar que não são tão engraçados assim. Quando, em uma última tentativa de conseguir uma carreira, eles decidem fazer um drama de baixo orçamento para passar em festivais, seu futuro no cinema engata e tudo em que eles acreditavam entra em questionamento.

Varda por Agnès | França | Documentário

De mãe da Nouvelle Vague a ícone feminista, a diretora Agnès Varda expõe seus processos de criação e revela sua experiência com o fazer cinematográfico. A cineasta dá um enfoque especial no método de storytelling que ela denomina de “cine-writing”, uma espécie de fórmula utilizada por ela na grande maioria de seus documentários e ficções.

Tunga, o Esquecimento das Paixões | Brasil | Documentário

A trajetória do escultor, desenhista e artista performático conhecido como Tunga, a partir de fragmentos de suas performances, instalações e obras. O diretor Miguel de Almeida constrói sua visão da vida e da obra do artista e de Gerardo Mello Mourão, que além de escritor, poeta, jornalista e tradutor, era também pai de Tunga, trazendo material diversificado de um dos maiores artistas plásticos contemporâneos.

A Parte do Mundo que me Pertence | Brasil | Documentário

Pelas ruas de Belo Horizonte, o cineasta mineiro Marcos Pimentel só tem um objetivo: descobrir quais são os sonhos das pessoas que passam por ele. Entre uma menina com síndrome de down que deseja se tornar bailarina e um trabalhador que quer reformar a própria casa, o diretor revela o quanto um sonho é importante para a vida das pessoas.

Amazônia, o Despertar da Florestania | Brasil | Documentário

Como o Brasil tem lidado com a natureza e seus recursos naturais no início do século 20? Em que estado se encontra a Floresta Amazônica? A partir de entrevistas com especialistas das mais diversas áreas e com o resgate de figuras históricas, discute-se a noção de florestania, ou seja, a cidadania da floresta, termo necessário para refletir sobre a identidade brasileira.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings