Shazam mantém 1º lugar enquanto Hellboy implode nos EUA


“Shazam!” enfrentou quatro estreias neste fim de semana, mas não teve dificuldades para se manter no topo da bilheteria dos Estados Unidos e Canadá. A adaptação da DC Comics fez mais US$ 25M (milhões) em seu segundo fim de semana, atingindo US$ 94,9M em dez dias em cartaz na América do Norte. No mundo inteiro, já são US$ 258,8M.

A surpresa ficou com a disputa do 2º lugar, em que “A Chefinha” (Little) superou “Hellboy”. A comédia com premissa fantasiosa, um “De Repente 30” às avessas e com elenco negro, faturou US$ 15,4M, quantia bastante comemorada, já que a produção custou apenas US$ 20M. Além disso, a crítica achou medíocre, com 49% de aprovação no agregador Rotten Tomatoes.

Para se ter noção do quanto “A Chefinha” é “prioridade”, o filme só vai chegar no Brasil em agosto.

“Hellboy”, por outro lado, custou US$ 50M – sem considerar as despesas de marketing. E implodiu com US$ 12M. O desempenho muito abaixo das expectativas – e das aberturas dos dois filmes anteriores do personagem, em 2004 e 2008 – foi salgado por críticas extremamente negativas da imprensa americana, que renderam média de 15% de aprovação no Rotten Tomatoes.

A Millennium segurou os números do mercado internacional, mas as projeções apontam um início ainda pior no exterior. Esta combinação de sinais apocalípticos representa o fim da franquia.

Os outros dois lançamentos da semana foram o drama teen “After” e a animação “O Elo Perdido”, que ficaram em 8º e 9º lugares, respectivamente.

Considerado o pior lançamento da semana, “After” teve apenas 13% de aprovação e rendeu US$ 6,2M. Já “O Elo Perdido” agradou à crítica, com 89%, mas teve a pior abertura de uma produção do estúdio Laika, especializado em animação em stop motion, com US$ 5,8M.

Até então, a pior abertura da Laika tinha sido seu filme anterior, “Kubo e as Cordas Mágicas” (2016), com US$ 12,6M. Mas este longa, adorado pela crítica, ganhou indicação ao Oscar, o que não deve ocorrer com “O Elo Perdido”, levando em conta sua avaliação abaixo do padrão elevadíssimo do estúdio.

“After” já estreou no Brasil e “O Elo Perdido” não tem previsão de lançamento no país.

Confira abaixo os demais rendimentos dos 10 filmes mais vistos no final de semana nos Estados Unidos e no Canadá, e clique em seus títulos para ler mais sobre cada produção.



BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Shazam!
Fim de semana: US$ 25,1M
Total EUA e Canadá: US$ 94,9M
Total Mundo: US$ 258,8M

2. A Chefinha
Fim de semana: US$ 15,4M
Total EUA e Canadá: US$ 15,4M
Total Mundo: US$ 17,3M

3. Hellboy
Fim de semana: US$ 12M
Total EUA e Canadá: US$ 12M
Total Mundo: US$ 22M

4. Cemitério Maldito
Fim de semana: US$ 10M
Total EUA e Canadá: US$ 41,1M
Total Mundo: US$ 76,8M

5. Dumbo
Fim de semana: US$ 9,1M
Total EUA e Canadá: US$ 89,9M
Total Mundo: US$ 266,9M

6. Capitã Marvel
Fim de semana: US$ 8,6M
Total EUA e Canadá: US$ 386,5M
Total Mundo: US$ 1B

7. Nós
Fim de semana: US$ 6,9M
Total EUA e Canadá: US$ 163,4M
Total Mundo: US$ 235,9M

8. After
Fim de semana: US$ 6,2M
Total EUA e Canadá: US$ 6,2M
Total Mundo: US$ 18,4M

9. O Elo Perdido
Fim de semana: US$ 5,8M
Total EUA e Canadá: US$ 5,8M
Total Mundo: US$ 5,8M

10. The Best of Enemies
Fim de semana: US$ 2M
Total EUA e Canadá: US$ 8,1M
Total Mundo: US$ US$ 8,1M



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings