Série Titãs escala Esai Morales para viver o vilão Exterminador



Uma nova versão do Exterminador (Deathstroke), o famoso vilão da DC Comics, vai aparecer na 2ª temporada de “Titãs”. E será bem diferente do Slade Wilson visto em “Arrow”, em interpretação marcante de Manu Bennett.

Para começar, o vilão será latino, vivido pelo ator nova-iorquino Esai Morales (“Ozark”). E esta não é única diferença. A descrição do personagem liberada pela produção de “Titãs” revela que suas habilidades especiais foram adquiridas numa experiência do governo americano, durante seus anos como militar. Embora bem distante do que foi mostrado em “Arrow”, o texto reflete a origem oficial do Exterminador nos quadrinhos.

Veja o que diz a produção:

“Slade Wilson é conhecido por ser o assassino mais mortal da DC. Slade serviu o seu país como um soldado de elite antes do governo começar a fazer testes científicos em seu corpo, tentando melhorar sua eficiência”.


“Para sua família, Slade é um pai e marido normal, mas para o resto do mundo ele passou a ser temido como o Exterminador. Ele vende os seus serviços a quem pagar melhor. Ele nunca desiste, e nunca erra o alvo”.

Criado em dezembro de 1980 por Marv Wolfman e George Pérez nas páginas dos “Novos Titãs”, o Exterminador rapidamente se tornou o maior adversário de Robin/Asa Noturna (vivido por Brenton Thwaites em “Titãs”). O detalhe é que a ligação do vilão com os jovens heróis é especialmente conturbada, porque seus filhos também viraram, em momentos diferentes, integrantes dos Titãs.

O personagem de Esai Morales não será a única novidade dos próximos episódios. Recentemente, a série escalou o jovem ator australiano Joshua Orpin para viver o herói Superboy.

“Titãs” foi a primeira série produzida pelo serviço de streaming americano DC Universe, exclusivo para produções da DC Comics, e é disponibilizada no Brasil pela Netflix.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings