Marvel reconhece erro e lança novo pôster de Vingadores: Ultimato com nome de Danai Gurira



A Marvel ouviu a reclamação dos fãs. Após liberar um pôster “Vingadores: Ultimato” que omitia o nome de Danai Gurira, intérprete da guerreira Okoyo de Wakanda, o estúdio lançou uma nova versão da arte, incluindo Gurira entre os atores que tem seus nomes destacados no cartaz.

“Ela devia estar lá o tempo inteiro”, publicou o Twitter oficial do Marvel Studios, junto da nova versão do pôster. Veja abaixo.

A omissão do nome de Danai Gurira irritou muitos fãs, já que ela era a única estrela da arte que não tinha seu nome destacado no topo do cartaz. O fato também de ser a única mulher negra do elenco deu maior ênfase à reclamação, gerando uma repercussão negativa para a Marvel nos Estados Unidos.

O ato falho de grandes proporções escancarou a diferença de tratamento dado à atriz, que também é conhecida pela série “The Walking Dead”, em relação aos demais atores. Até Bradley Cooper, que trabalha apenas como dublador – faz a voz do guaxinim espacial Rocket – teve seu nome creditado na arte.

Como única integrante do filme “Pantera Negra” a sobreviver ao estalar de dedos de Thanos, o papel de Gurira em “Ultimato”, que chega aos cinemas em 25 de abril, deve ser bem maior do que sua aparição em “Guerra Infinita”. Além de ser uma atriz conhecida, ela também é reverenciada por ter vencido o prêmio Tony (o Oscar do teatro) como autora da peça “Eclipse”.



“Ela é a única mulher negra neste pôster, a moradora de Wakanda mais proeminente do momento, segue firme como uma das favoritas dos fãs, e ainda por cima é Danai Gurira! Respeitem o nome dela”, criticou uma internauta americana, num tom que refletia a maioria das reclamações, exigindo uma correção do estúdio.

O ruído negativo chegou a ofuscar a repercussão do novo trailer, lançado simultaneamente ao pôster. Por conta disso, a Marvel correu para consertar o erro.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings