Breaking Bad vai ganhar capítulo inédito… em filme!



Um novo capítulo de “Breaking Bad” está em sendo escrito pelo criador da série. Segundo apurou a revista The Hollywood Reporter, Vince Gilligan está trabalhando em um filme de duas horas, embora a publicação não saiba precisar se ele será lançado nos cinemas ou feito para a televisão.

Na verdade, a THR não tem maiores detalhes sobre o projeto. Não está claro se seria um prólogo, ao estilo de “Better Call Saul”, ou uma trama derivada que acompanharia algum dos personagens da trama. Nem há informações sobre se Bryan Cranston ou Aaron Paul estão envolvidas, revivendo seus papéis icônicos de Walter White e Jesse Pinkman.

Entre as escassas informações, a THR afirma que Gilligan vai escrever, produzir e possivelmente dirigir o filme, que estaria previsto para começar a ser rodado já no mês que vem no Novo México, mesmo local onde se passava a série original.

O New Mexico Film Office confirmou que um projeto com o título de “Greenbrier” está programado para ser filmado na região. Esta é a identificação que a THR afirma ser o título de trabalho do projeto.

A premissa do longa seria a fuga de um homem sequestrado e sua busca pela liberdade.



Representantes de Gilligan e da Sony Pictures Television, que produziu a série, não responderam aos pedidos de comentários da revista.

“Breaking Bad” foi a série mais premiada do canal pago AMC e durou cinco temporadas, entre 2008 e 2013. Teve tanta repercussão que o AMC encomendou um prólogo, “Better Call Saul”, centrado num personagem coadjuvante, o advogado vivido por Bob Odenkirk, que atualmente está renovado para sua 5ª temporada.

Curiosamente, o ator Bryan Cranston disse em julho, numa entrevista no programa de Conan O’Brien, que não acreditava que Walter White tinha realmente morrido no final da série. Ele é visto agonizando, com um ferimento à bala, enquanto a polícia se aproxima, sugerindo que aqueles são seus últimos momentos de vida.

“Talvez Walter White tenha se safado de tudo no fim”, disse Cranston. “Nós vimos um relatório policial (sobre a morte)? Não. Há um obituário? Não.”



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings