Produtor de Velozes e Furiosos processa Universal por conta do spin-off Hobbs & Shaw



O produtor Neal H. Moritz entrou com um processo contra a Universal Pictures por conta de “Hobbs & Shaw”, spin-off de “Velozes e Furiosos”. De acordo com o site Deadline, ele alega violação de contrato e fraude por ter sido dispensado da produção do filme.

Moritz é produtor dos filmes “Velozes e Furiosos” desde o primeiro longa de 2001. Ele foi à justiça por considerar que o spin-off faz parte da franquia.

No processo, ele afirma que, antes do início das filmagens do derivado, a Universal o procurou, dizendo que alteraria seu contrato, dando-lhe “substancialmente menos”, ou o cortaria da produção. Moritz teria, então, mantido contato com a presidente do estúdio, Donna Langley, e chegado a um consenso. Ele receberia “US$ 2 milhões em compensação fixa aplicável contra uma participação bruta de primeiro dólar de 6%”. Mas, assim que a produção estava para começar, o estúdio teria oferecido um valor menor devido a mudanças no orçamento.


Moritz quer ser reintegrado como um dos produtores principais ou receber uma compensação de “dezenas de milhões de dólares” por perdas e danos.

Procurada pelo Deadline, a Universal não se manifestou.

Dirigido por David Leitch (“Deadpool 2”), e escrito por Chris Morgan, roteirista veterano de “Velozes & Furiosos”, o longa “Hobbs & Shaw” acompanha uma aventura paralela dos personagens de Dwayne Johnson e Jason Statham, e tem estreia marcada para julho de 2019 – dez meses antes do aguardado “Velozes & Furiosos 9”.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings