Viper Club: YouTube divulga trailer de seu primeiro filme dramático original


O YouTube divulgou o pôster e o trailer de seu primeiro filme dramático original, “Viper Club”, estrelado por Susan Sarandon (“A Intrometida”). Na trama, ela interpreta uma enfermeira que tem seu filho jornalista capturado durante a cobertura do conflito na Síria. Diante da falta de ação do governo americano, ela se junta a uma rede clandestina para pagar por sua libertação.

Com a produção, o YouTube mostra que pretende ampliar seu investimento para se fortalecer no mercado de streaming. Após lançar suas primeiras séries, o portal de vídeos do Google ensaiou os primeiros passos em longa-metragem por meio de documentário musical (“Demi Lovato: Simply Complicated”) e um produto baseado em YouTuber (Logan Paul em “The Thinning”).

“Viper Club” aumenta as apostas, com investimento em produção de apelo cinematográfico e elenco conhecido. Além de Susan Sarandon, há os atores Matt Bomer (de “American Horror Story”), Edie Falco (“Nurse Jackie”), Lola Kirke (“Mistress America”), Damian Young (“House of Cards”) e Julian Morris (“Pretty Little Liars”). Vale observar que o modelo é mais próximo dos projetos da Amazon que da Netflix, com previsão de lançamento no cinema e janela de três meses antes da disponibilização na internet.

O filme é um antigo projeto da diretora e roteirista Maryam Keshavarz (“Circunstância”), nova-iorquina descendente de iranianos, preocupada com a situação no Oriente Médio.


“As pessoas não se sensibilizam mais com notícias da Síria. Eu acho que elas deveriam ficar mais revoltadas com o que está acontecendo com jornalistas e médicos por lá”, contou a cineasta à revista Entertainment Weekly. “Eu já rodei filmes no Oriente Médio, e sempre foi um grande risco. Eu pensava: ‘Se algo der errado, como minha família vai lidar com isso?'”.

“Viper Club” tem sua première mundial marcada para esta segunda (10/9) no Festival de Toronto e chegará aos cinemas norte-americanos em 26 de outubro. A previsão para a internet é para três meses depois. Como não há lançamento marcado para o Brasil, o mais provável é que o público nacional o assista direto no YouTube em janeiro.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings