Vídeos de Punho de Ferro destacam evolução de Colleen Wing até virar super-heroína na 2ª temporada


A Netflix divulgou dois vídeos legendados da 2ª temporada de “Punho de Ferro”, que destacam a personagem Colleen Wing, vivida por Jessica Henwick. Ela já tinha roubado cenas na 1ª temporada e agora chega a eclipsar o protagonista Danny Rand (Finn Jones) nos novos episódios, a ponto de se tornar… bem, um dos vídeos entrega como Colleen fica superpoderosa.

As prévias ilustram porque seu destaque cresceu, ao mostrar sua habilidade em cenas de lutas realistas e violentas que estão entre as melhores já filmadas numa série da Marvel. São melhores que muitos filmes, inclusive, a ponto de Henwick comparar as coreografias de lutas da temporada anterior com uma dança, enquanto as novas pancadarias são um rolo compressor. Ela também revela que chegou a inchar o lábio numa briga da temporada atual. E os fãs devem estar loucos para ver o que acontecerá a seguir com sua personagem, após ela se tornar oficialmente uma super-heroína.

A participação de Henwick foi muito valorizada pela contratação de um novo coordenador de dublês e cenas de ação, Clayton Barber. O profissional, que trabalhou em “Pantera Negra” e “John Wick: Um Novo Dia Para Matar”, foi trazido para dar mais dinâmica e realismo aos episódios. E, não por acaso, os vídeos abaixo contém mais ação em poucos minutos que todo o ano inaugural de “Punho de Ferro”.

Além de coordenar as lutas, Barber ganhou o crédito de diretor assistente nos novos episódios. Mas ele não é a maior novidade de bastidores de “Punho de Ferro”. A produção também ganhou um novo showrunner, Raven Metzner (produtor-roteirista de “Sleepy Hollow”), que entrou no lugar do fraco Scott Buck (de “Dexter”), após este sair para fazer “Inumanos” – definitivamente, a pior série da Marvel.



Até o elenco foi reforçado. A trama introduziu mais uma personagem importante, Mary Walker (Typhoid Mary, nos quadrinhos originais), que é interpretada por Alice Eve (“Além da Escuridão: Star Trek”). Na série, ela trabalha como assassina contratada pelo crime organizado e sofre com distúrbios mentais, que a fazem ter mais de uma personalidade. Com sua identidade de Mary, ela é uma mulher tímida e pacifista. Já Walker é aventureira, desinibida e violenta. Mas ainda há uma personalidade desconhecida (Bloody Mary, nos quadrinhos), ainda mais perigosa.

Os novos episódios chegaram ao streaming no feriado de 7 de setembro.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings