Dietland é cancelada após 1ª temporada de baixa audiência


O canal pago americano AMC anunciou o cancelamento de “Dietland”, série estrelada por Julianna Margulies (“The Good Wife), que girava em torno de feministas assassinas.

A série nunca rendeu boa audiência. Após estrear diante de 668 mil espectadores ao vivo, perdeu mais da metade do público, encerrando sua temporada inaugural com uma sintonia de 300 mil – e marcando apenas 0,08 ponto na demo (a faixa demográfica de adultos entre 18 e 49 anos, mais relevante para os anunciantes). Cada ponto equivale a 1,3 milhões de adultos na medição da consultoria Nielsen.



Desenvolvida por Marti Noxon, criadora de “UnReal” e “Girlfriends’ Guide to Divorce”, a produção era baseada no romance homônimo de Sarai Walker, lançado em 2015, e centrada numa mulher com obesidade mórbida chamada Plum Kettle (Joy Nash, vista em “Twin Peaks”). Assistente da editora de revista de moda vivida por Margulies, ela vive cercada por modelos magras e se esforça para ser menos rejeitada, até se juntar a grupos feministas radicais. Um deles usa táticas de guerrilha para atacar a indústria de cosméticos e o outro, ainda mais radical, mutila e mata homens, despejando seus cadáveres na cidade.

A série era uma co-produção entre a Skydance Television e o AMC Studios, e primeiro projeto criado por Noxon após assinar um contrato de três anos para desenvolver séries para a Skydance.


Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings