Final da temporada de The 100 surpreende, arranca elogios da crítica e marca final do “Livro Um” da série



A reviravolta inesperada do final da 5ª temporada de “The 100” arrancou elogios rasgados da crítica americana e marcou uma mudança radical na série, a ponto do episódio, exibido na noite de terça (7/8) nos Estados Unidos, encerrar-se com os dizeres “Fim do Livro Um”.

Chamando “The 100” de a “mais ferozmente inventiva série de sci-fi”, Haleigh Foutch, do site Collider, assumiu ter sido surpreendida pela produção. “Qualquer passo que seja dado a seguir será algo inventivo, porque ‘The 100’ sempre fará algo capaz de me surpreender”, escreveu a jornalista.

“Foi o final que ninguém antecipou”, comentou Andy Swift, do site TVLine. “E eu ainda estou em choque”.

“Alguns finais podem ser previstos há longa distância, mas o final da 5ª temporada de “The 100″ não foi, absolutamente, um desses”, definiu Lindsay MacDonald no TV Guide.

“Sua mandíbula voltou ao lugar que deveria ficar?”, perguntou Lauren Piester, da E! News, confessando ter ficado de boca aberta. E ter revisto “cinco vezes” as cenas finais.


Falando com a imprensa, o criador da série, Jason Rothenberg, explicou o que significou o anúncio de que a série atingiu o final de seu Livro Um.

“Quando a temporada estava se desenrolando, não sabíamos que teríamos outra temporada, o que é uma posição difícil de se estar. Então, eu tive que escrever um final que pudesse ser ao mesmo tempo satisfatório como final da série e que também pudesse abrir-se para uma próxima aventura. Esse foi o meu objetivo, que sinto que conseguimos atingir. Se isso tivesse sido o fim de tudo, teria sido uma pena não explorar o que irá acontecer agora, mas à medida que mudamos a trama para outro mundo, eu realmente senti como se estivéssemos prestes a entrar num novo volume. O primeiro foi encerrado e agora podemos contar uma nova aventura com as pessoas que amamos. Vai ser louco e incrível e lindo e muito, muito diferente”, explicou o produtor, responsável pela história do episódio final.

A 6ª temporada já foi confirmada pela rede CW e, após o avanço de seis anos no arco recém-encerrado, vai voltar a contar a história com outro salto temporal, nada menos que 125 anos no futuro.

Ainda não há previsão de estreia para os próximos capítulos, que só devem voltar na midseason de 2019 nos Estados Unidos. A série é exibida no Brasil pelo canal pago Warner e tem suas temporadas anteriores disponíveis na Netflix.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings