Ainda inédito no Brasil, Podres de Ricos terá continuação


A Warner deu sinal verde para a continuação do filme “Podres de Ricos”, ainda inédito no Brasil, após a produção ultrapassar a bilheteria de US$ 50 milhões na América do Norte.

“Podres de Ricos” estreou em 1ª lugar nos Estados Unidos e Canadá no fim de semana passada, arrancando elogios da crítica e de executivos da própria Warner, que viram em seu sucesso a possibilidade de explorar uma franquia de baixo orçamento – a produção do filme custou US$ 30 milhões.

Na verdade, o longa é uma grande bobagem, uma comédia romântica de gente rica, ao estilo das novelas mexicanas e da Globo, só que mais engraçada, baseada num best-seller popularzão. A trama só acabou chamando atenção por abraçar uma minoria. Não os 10% mais ricos, mas os imigrantes asiáticos. O elenco da produção é totalmente composto por atores de descendência asiática. Isto não acontecia num filme americano há 25 anos, desde “O Clube da Felicidade e da Sorte” (1993).

A bandeira da diversidade ajudou a obra dirigida por Jon M. Chu (“Truque de Mestre: O 2º Ato”) a fazer sucesso numa época em que comédias românticas estão fracassando uma atrás da outra. A última a fazer mais de US$ 20m em sua estreia tinha sido “Descompensada” em julho de 2015.

O lançamento também contou com boa vontade da crítica norte-americana, que registrou 92% de aprovação no Rotten Tomatoes – ainda que dificilmente sua história teria tantos aplausos se fosse estrelada por brancos, veja-se “Cinquenta Tons de Cinza”, por exemplo.


A continuação será novamente dirigida por Chu. E os roteiristas Peter Chiarelli e Adele Lim já estão trabalhando na nova trama, que deverá adaptar o segundo livro da trilogia do escritor Kevin Kwan, chamado “China Rich Girlfriend” (literalmente, namorada rica da China).

O livro aborda a vida amorosa de Astrid (Gemma Chan, da série “Humans”), prima de Nick (Henry Golding, também nas telas em “Um Pequeno Favor”), protagonista do primeiro filme. Recém-separada de seu marido, Astrid encontrará um novo amor na forma do bonitão Charlie, interpretado por Harry Shum Jr. (“Glee”).

Caso a Warner opte por completar a franquia, o terceiro livro se chama “Rich People Problems” (problemas de gente rica) e tem mais uma trama de novela para quem gosta disso.

O primeiro capítulo, “Podres de Ricos”, só vai estrear no Brasil em outubro.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings