Zumbis ganham visual do Coringa em trailers de telefilme musical da Disney

 

O Disney Channel divulgou um pôster e trailers de “Zombies”, uma espécie de “High School Musical” com zumbis. A prévia mais recente explica como um gás verde transforma adolescentes em clones do Coringa, ops, zumbis. Ou melhor, zumbis de cabelo verde e pele branca, como um certo vilão da DC Comics (que realmente usa gás para infectar suas vítimas) e como nenhum outro zumbi já visto na TV ou no cinema – e olha que os zumbis de “iZombie” são loiros!

O fato de a transformação envolver gás já deixa claro que a produção não terá sangue, nem sequer mordidinhas. Em vez disso, haverá músicas e danças. Já a história em si embute uma mensagem sobre superação de preconceitos, tendo como mote um dilema do time de futebol da escola, que se divide em aceitar na equipe um lobisomem, ops, zumbi adolescente.

O elenco destaca Milo Manheim (série “Ghost Whisperer”) e Meg Donnelly (série “American Housewife”) como o inevitável casal de zumbie atleta e cheerleader loira.

O roteiro foi escrito por David Light e Joseph Raso originalmente para uma série de TV do mesmo canal, intitulada “Zombies and Cheerleaders”. O piloto chegou a ser produzido e recusado em 2011. Assim, a Disney foi buscar a trama literalmente no lixo, contratando o roteirista Josh Cagan (“High School Band” e “Duff”) para reciclá-la como telefilme.

A direção está a cargo de Jeffrey Hornaday, que também vai assinar as coreografias em parceria com Christopher Scott. Ambos trabalharam juntos no hit da Disney “Teen Beach Movie” (2013) e em sua continuação de 2015.

A Disney tem tradição de sucesso com seus musicais televisivos, que renderam franquias como a mencionada “Teen Beach Movie”, “High School Musical” e “Os Descendentes”. Por sinal, o mesmo diretor de “Zombies” está preparando “High School Musical 4”.

“Zombies” ainda não tem previsão de estreia.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna

Back to site top
Change privacy settings