Scarlett Johansson mergulha em efeitos deslumbrantes no novo trailer de Ghost in the Shell



A Paramount divulgou um novo trailer legendado e dublado de “A Vigilante do Amanhã – Ghost in the Shell”, que traz Scarlett Johansson dando tiros e mergulhando num mundo envolvente de efeitos visuais futuristas. O visual é deslumbrante, basicamente um upgrade em “Blade Runner” (1982), via influência do anime e da computação digital, que ainda não tinham se disseminado na época do precursor do cyberpunk cinematográfico.

A prévia também revela uma trama mais abrangente que a do mangá e do anime originais, incorporando elementos de outras produções da franquia japonesa para traçar um arco completo da protagonista, que aparece questionando sua existência cibernética.

Além do mangá criado em 1989 por Masamune Shirow (também autor de “Appleseed”) e do cultuado anime (longa animado) feito em 1995 por Mamoru Oshii, “Ghost in the Shell” teve mais dois longas animados, quatro OVAs (filmes lançados diretamente em vídeo) e duas séries de televisão.

A história original se passava em 2029 e acompanhava a major Mokoto Kusanagi, comandante ciborgue de uma unidade de combate ao terrorismo cibernético (Seção 9), que luta contra uma conspiração de hackers, cujo objetivo é levar anarquia às ruas de uma megacidade japonesa.

Na trama, Scarlett Johansson surge com o mesmo visual do anime/mangá, mas os produtores batizaram seu papel de Major, sua patente, visando evitar muitas críticas à etnia da atriz, trazidas à tona em meio às queixas de embranquecimento de personagens orientais por Hollywood. Mas não há como ver os vídeos sem pensar imediatamente na origem japonesa de tudo o que é mostrado.



O elenco ainda inclui o dinamarquês Pilou Asbæk (série “Os Borgias”) como o policial Batou, o lendário cineasta japonês Takeshi “Beat” Kitano (“Zatoichi”) como Daisuke Aramaki, o chefe da Seção 9, a francesa Juliette Binoche (“Godzilla”) como a Dra. Ouelet, que não existe nos quadrinhos, além de diversos atores orientais no elenco de apoio, como Rila Fukushima (“Wolverine – Imortal”), Kaori Momoi (“Memórias de uma Gueixa”), Yutaka Izumihara (“Invencível”) e Chin Han (“Contágio”).

Com direção de Rupert Sanders (“Branca de Neve e o Caçador”), o filme estreia em 30 de março no Brasil, um dia antes do lançamento nos EUA.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings