Ator de Deadpool é preso após agredir motorista do Uber durante discussão sobre Trump

O comediante T.J. Miller (intérprete do Fuinha em “Deadpool”) foi preso na madrugada de sexta-feira (9/12) em Los Angeles, por agredir um motorista do Uber durante uma discussão sobre o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump.

A porta-voz da polícia de Los Angeles informou que o ator de 35 anos foi detido e posteriormente libertado após pagar fiança de US$ 20 mil.

O site especializado em celebridades TMZ informou que Miller pegou um carro do Uber ao sair de uma festa da revista GQ e no caminho de casa começou a discutir sobre Trump. O motorista disse que Miller o agrediu quando chegaram à casa do ator, o que o fez chamar a polícia.

Miller, que está escalado para apresentar a cerimônia de premiação Critics Choice Awards no domingo (11/12), terá que comparecer a um tribunal no dia 9 de janeiro para uma audiência preliminar.

Além de seu papel em “Deadpool”, ele estrela a série “Silicon Valley” e está em cartaz em “A Última Ressaca do Ano”, comédia que estreou na quinta (10/12) nos cinemas brasileiros.