Após mortes de famosos, fã cria campanha para manter Betty White viva até 2017

A profusão de mortes de celebridades em 2016 foi acentuada nos últimos dias, com os falecimentos de George Michael, Carrie Fisher e Debbie Reynolds, que geraram uma onda de comoção em Hollywood. Mas houve quem fizesse piada. Charlie Sheen rezou para Deus levar também Donald Trump, enquanto a reação de um fã da atriz Betty White, que está com 94 anos, foi lançar uma campanha para protegê-la até o final de ano nefasto.

Demetrios Hrysikos, de ascendência grega, criou uma campanha de financiamento coletivo no site GoFundMe, para arrecadar US$ 2 mil. O objetivo, segundo ele, é viajar até a casa de Betty e se certificar de que a atriz americana sobreviverá até o dia 1º de janeiro de 2017. Mas em dois dias conquistou quase US$ 8 mil.

O fã disse que, caso Betty recuse a ajuda, o valor arrecadado, que já superou a meta, será doado para um pequeno teatro com o objetivo de revelar novas estrelas do palco que ajudarão “a substituir as lendas que nos deixaram neste ano”.

Betty White, que começou a carreira em 1939 e continua na ativa até hoje, ficou conhecida por participar de diversas séries de TV de comédia como “Mary Tyler Moore”, “As Super Gatas” (The Golden Girls) e “No Calor de Cleveland” (Hot in Cleveland). Ela será vista a seguir num episódio de março de “Bones”, em que reprisará seu papel recorrente da Dra. Beth Mayer.