Penelope Cruz entra no elenco do remake de Assassinato no Expresso Oriente

Mais uma passageira internacional entrou a bordo da nova versão de “Assassinato no Expresso Oriente”. Segundo o site Deadline, a atriz espanhola Penelope Cruz (“O Conselheiro do Crime”) está confirmada no longa, que já conta com Johnny Depp (“Alice Através do Espelho”), Michelle Pfeiffer (“Sombras da Noite”), Daisy Ridley (“Star Wars: O Despertar da Força”), Michael Pena (“Homem-Formiga”), Judi Dench (“007 – Operação Skyfall”) e Josh Gad (“Pixels”), além de Kenneth Branagh (“Operação Sombra – Jack Ryan”), que vai a href=”https://pipocamoderna.com.br/2015/11/kenneth-branagh-vai-dirigir-e-estrelar-nova-versao-de-assassinato-no-expresso-oriente/”>estrelar e dirigir o longa.

O estúdio 20th Century Fox sempre pretendeu reunir um grande elenco na produção, para fazer justiça à obra, que já teve uma primeira adaptação cinematográfica dirigida por Sidney Lumet em 1974. O filme clássico, inclusive, rendeu o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante para Ingrid Bergman. Além da lendária atriz sueca, o elenco original incluía Albert Finney no papel do detetive Hercule Poirot, e os suspeitos Lauren Bacall, Jacqueline Bisset, Sean Connery, John Gielgud, Anthony Perkins, Vanessa Redgrave e Michael York. Nada menos que impressionante.

Publicado em 1934, o livro original acompanha o detetive Poirot desvendar um assassinato cometido durante uma viagem do famoso trem Expresso do Oriente, onde não faltam suspeitos.

Na nova versão, o papel de Poirot caberá a Kenneth Branagh.

A adaptação foi escrita por Michael Green (“Lanterna Verde”) e tem produção a cargo de Ridley Scott (diretor de “Perdido em Marte”) e Simon Kinberg (roteirista de “X-Men: Apocalipse”).

A estreia está marcada para 23 de novembro de 2017 no Brasil, um dia após o lançamento nos EUA.

Atualmente, Penelope Cruz está filmando “Escobar” em que interpreta a jornalista colombiana Virginia Vallejo. No longa, ela será par romântico do marido, Javier Bardem, que por sua vez irá viver o narcotraficante colombiano Pablo Escobar.