Boato espalha que Harry Styles será Mick Jagger em filme sobre os Rolling Stones

O tabloides britânicos são mundialmente conhecidos por publicarem fofocas como se fossem notícias. Ainda assim, a “notícia” do Daily Star de que o cantor Harry Styles, ídolo da boy band One Direction, estaria pronto para interpretar Mick Jagger num filme sobre os Rolling Stones, foi repercutida por muitos jornais “sérios”.

Citando uma fonte anônima, o tabloide transformou um rumor numa avalanche na internet. Segundo a reportagem, “alguém de Hollywood” notou que Styles era parecida com Jagger nos cenários de sua estreia como ator. O cantor atualmente está filmando “Dunkirk”, próximo lançamento de Christopher Nolan.

O filme dos Stones, de todo modo, existe. Trata-se de “Exile on Main Street: A Season in Hell with the Rolling Stones”, sobre os bastidores do décimo álbum da banda britânica, com roteiro adaptado do livro homônimo escrito por Robert Greenfield.

Segundo o site Deadline, a produção encontra-se realmente em fase de busca dos atores para interpretar Mick Jagger e Keith Richards. Mas as filmagens estão previstas para começar apenas no fim do ano, com direção de Andrew Goddard, mais conhecido por dirigir séries como “Doctor Who”, “Dontown Abbey”, “Dracula” e “Demolidor”.

Considerado o disco mais importante dos Stones, “Exile on Main Street” foi gravado entre 1969 e 1972, mas principalmente em 1971, após a banda se refugiar numa mansão no litoral sul da França, na Riviera, fugindo da receita federal britânica, para quem os músicos deviam impostos altíssimos. Transformando o porão da casa em estúdio, eles criaram clássicos do rock, ao mesmo tempo em que consumiram uma quantidade excessiva de drogas e festejaram sem parar, arrastando as gravações por meses. O disco só foi finalizado após Bill Wyman ameaçar não voltar mais para a casa, fazendo com que as visitas constantes fossem proibidas e Keith Richards desse um tempo na heroína. Mesmo assim, a banda precisou viajar para os EUA para completar as gravações num estúdio de Los Angeles.

Um documentário bem apurado sobre o álbum foi lançado em 2010, “Stones in Exile”, com direção de Stephen Kijak (“Scott Walker: 30 Century Man”).