Autor: Ailton Monteiro

Crítica: Shazam! é o filme mais divertido da DC Comics

Crítica: Shazam! é o filme mais divertido da DC Comics

É interessante notar a guinada que a Warner deu nas adaptações de quadrinhos da DC…

Crítica: Elegia de um Crime completa trilogia trágica sobre uma família brasileira

Crítica: Elegia de um Crime completa trilogia trágica sobre uma família brasileira

Há quem diga que Cristiano Burlan, diretor de “Elegia de um Crime”, construiu sua obra…



Crítica: Maligno é um terror familiar acima da média

Crítica: Maligno é um terror familiar acima da média

Os filmes de horror que têm chegado ao nosso circuito não têm passado exatamente por…

Crítica: Climax vai do sensual ao desagradável em busca de algo diferente

Crítica: Climax vai do sensual ao desagradável em busca de algo diferente

Às vezes basta uma cena para que um filme se torne memorável. Mesmo quando esse…



Crítica: A Favorita diverte com show de interpretação e esquisitices

Crítica: A Favorita diverte com show de interpretação e esquisitices

O cineasta grego Yorgos Lanthimos conseguiu projeção internacional pelo caráter único de seus filmes. Seu…

Crítica: Asako I & II questiona romantismo de forma criativa

Crítica: Asako I & II questiona romantismo de forma criativa

O Festival de Cannes tem o hábito de colocar em sua mostra competitiva obras de…

Crítica: Em Chamas é filme raro para ver, ler o livro e rever novamente

Crítica: Em Chamas é filme raro para ver, ler o livro e rever novamente

Veja o filme, leia o conto, reveja o filme. Não é sempre que a gente…



Crítica: Legalize Já acerta praticamente tudo ao contar a gênese do Planet Hemp

Crítica: Legalize Já acerta praticamente tudo ao contar a gênese do Planet Hemp

É raro uma cinebiografia acertar a mão. Muitas tentam dar conta da vida completa do…

Crítica: Café com Canela é um achado que não merecia ficar perdido em poucas salas

Crítica: Café com Canela é um achado que não merecia ficar perdido em poucas salas

Impressionante como “Café com Canela” consegue ser ao mesmo tempo experimental e tão popular, tão…

Crítica: Distúrbio é mergulho na paranoia com um iPhone

Crítica: Distúrbio é mergulho na paranoia com um iPhone

Apesar da irregularidade e falta de foco para um cinema autoral, a carreira de Steven…



Crítica: Ana e Vitória foge das armadilhas da cinebiografia musical para virar retrato geracional

Crítica: Ana e Vitória foge das armadilhas da cinebiografia musical para virar retrato geracional

A primeira cena de “Ana e Vitória” estabelece rapidamente que o filme não é uma…

Crítica: Arranha-Céu – Coragem sem Limite é tão exagerado que causa indiferença

Crítica: Arranha-Céu – Coragem sem Limite é tão exagerado que causa indiferença

Eis um filme que dá saudades do cinema de ação que deixou de ser feito…

Crítica: Canastra Suja é filme importante desrespeitado pelos cinemas brasileiros

Crítica: Canastra Suja é filme importante desrespeitado pelos cinemas brasileiros

Para quê fazer cinema no Brasil, se o circuito exibidor trata a maioria dos filmes…



Crítica: As Boas Maneiras vence o medo do cinema brasileiro de fazer terror de qualidade

Crítica: As Boas Maneiras vence o medo do cinema brasileiro de fazer terror de qualidade

A pouca popularidade da literatura fantástica feita no Brasil, pelo menos dentre os best-sellers nacionais,…

Crítica: Paraíso Perdido é experiência catártica poucas vezes vista no cinema brasileiro

Crítica: Paraíso Perdido é experiência catártica poucas vezes vista no cinema brasileiro

Os musicais começaram a bombar nos Estados Unidos durante o período da chamada Grande Depressão,…

Crítica: Deadpool 2 zoa tudo, o tempo inteiro, e isso não é para todos

Crítica: Deadpool 2 zoa tudo, o tempo inteiro, e isso não é para todos

Não há como negar o quanto “Deadpool”, o primeiro filme do mercenário tagarela, foi importante…



Crítica: Ex-Pajé denuncia consequências da evangelização dos índios brasileiros

Crítica: Ex-Pajé denuncia consequências da evangelização dos índios brasileiros

Luiz Bolognesi é um de melhores roteiristas brasileiros de ficção. Só no ano passado, ele…

Crítica: Marvel atinge seu ápice com Vingadores Guerra Infinita

Crítica: Marvel atinge seu ápice com Vingadores Guerra Infinita

Dez anos depois da estreia dos estúdios Marvel com “Homem de Ferro” (2008) e passados…

Crítica: Severina é uma das melhores surpresas do cinema brasileiro recente

Crítica: Severina é uma das melhores surpresas do cinema brasileiro recente

Impressionante como as histórias de amor não se esgotam e se reinventam, passados tantos séculos….



Crítica: Deixe a Luz do Sol Entrar traz Juliette Binoche encantadora

Crítica: Deixe a Luz do Sol Entrar traz Juliette Binoche encantadora

Há uma cena de “Deixe a Luz do Sol Entrar” em que uma já cansada…

Crítica: Maria Madalena traz um olhar feminino para a vida de Jesus

Crítica: Maria Madalena traz um olhar feminino para a vida de Jesus

Há tantos filmes sobre Jesus que os realizadores ainda interessados no tema buscam mudar um…

Crítica: Todas as Razões para Esquecer é de partir o coração

Crítica: Todas as Razões para Esquecer é de partir o coração

É raro ver um filme brasileiro contemporâneo que trate com seriedade da questão da depressão….



Crítica: Lady Bird briga com as expectativas e encara o fracasso com ternura

Crítica: Lady Bird briga com as expectativas e encara o fracasso com ternura

A personagem Christine “Lady Bird” McPherson, vivida pela brilhante Saoirse Ronan, tem uma vontade imensa…

Back to site top
Change privacy settings