Divulgação/United Artists

Stallone ataca produtor de “Rocky”: “Meus direitos”

Sylvester Stallone partiu pra briga contra Irwin Winkler, produtor original de “Rocky: Um Lutador” (1976), que está com 93 anos. O ator e diretor publicou um desabafo contra o produtor em seu perfil no Instagram, lamentando que ele controle a franquia de Rocky Balboa.

No domingo (17/6), o intérprete e criador do personagem postou uma pintura de Winkler como uma serpente e escreveu de forma irônica na postagem: “Um retrato muito lisonjeiro do grande produtor de ‘Rocky’ e ‘Creed’, Irwin Winkler, por um dos maiores artistas do país”.

“Após Irwin controlar ‘Rocky’ por mais de 47 anos, e agora ‘Creed’, eu realmente gostaria de ter pelo menos um pouco do que sobrou de meus direitos de volta, antes que passem somente para seus filhos”, continuou Stallone. “Acredito que seria um gesto justo deste senhor de 93 anos. Este é um assunto doloroso que me consome a alma, porque eu queria deixar algo de ‘Rocky’ para minhas crianças, mas é sempre bom ouvir os fãs leais. Continuem dando socos.”

Ele subiu ainda mais o tom com um segundo post ilustrado, publicado nesta segunda, em que mostrou Winkler e sua família como vampiros, alimentando-se com seu sangue e ficando ricos com os direitos de “Rocky”.

Lançado em 1976, “Rocky, um lutador” foi desenvolvido, escrito e estrelado por Stallone. Ao longo dos anos, o artista também desempenhou as funções de diretor e produtor de várias continuações, além de ter produzido e coestrelado os spin-offs “Creed” (2015) e “Creed II” (2018). Atualmente em desenvolvimento, “Creed III” (2022) será o primeiro longa da franquia sem a presença do ator.

Não é de hoje que o astro demonstra descontentamento com a propriedade dos direitos de “Rocky”. Em 2019, em entrevista à revista Variety, o ator destacou: “Tenho zero diretos sob ‘Rocky’. Foi chocante que (os direitos) nunca tenham vindo para mim, mas me disseram, ‘você foi pago, está reclamando de que?’ Fiquei furioso.”

Irwin Winkler começou a carreira como produtor nos anos 1960, com o filme “Canções e Confusões” (1967), estrelado por Elvis Presley, e recebeu sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Filme logo em seguida, com “A Noite dos Desesperados” (1969), estrelado por Jane Fonda. Mas só foi vencer esse Oscar com o primeiro “Rocky”.

Winkler também é parceiro de longa data de Martin Scorsese, produzindo inúmeros filmes do cineasta, incluindo clássicos como “Touro Indomável” (1980) e “Os Bons Companheiros” (1990), pelos quais voltou a disputar o Oscar, e o recente “O Irlandês” (2019).