Divulgação/HBO Max

HBO Max suspende a produção de sua primeira novela

A Warner Bros. Discovery travou o plano ambicioso da HBO Max de começar a fazer novelas no Brasil. A decisão já era esperada, após o cancelamento das produções da HBO Max na Europa e uma mudança na gerência da HBO Max para a América Latina, mas a plataforma preferiu uma abordagem menos definitiva, chamando a suspensão de adiamento por tempo indefinido.

“Como parte das reformulações relacionadas ao processo de fusão da Warner Bros. Discovery, a companhia decidiu adiar a produção para HBO Max de ‘Segundas Intenções’ (título provisório) para um novo cronograma ainda a ser definido”, disse o streamer na nota enviada à imprensa.

De acordo com a plataforma, “o desenvolvimento de texto segue até o final dos 40 capítulos e, no momento adequado, a produção será retomada”.

O comunicado ainda faz questão de destacar: “Esta decisão é pontual. Não é uma decisão de abandonar a estratégia de novelas, apenas nos permite ampliar o tempo necessário para nos ajustarmos às novas diretrizes da companhia”.

A fusão entre a Warner e a Discovery foi concluída em abril. Além do controle da empresa, a Discovery herdou uma dúvida de US$ 55 bilhões da antiga WarnerMedia, e para a situação não sair de controle tem tomado medidas radicais, como a ordem para os canais TNT e TBS não produzirem mais conteúdos roteirizados – o que levou ao fim de séries como “Expresso do Amanhã” e “The Last O.G.” – e para a HBO Max não desenvolver mais projetos originais na Europa – à exceção de produções da França, Espanha, Itália e Reino Unido.

De acordo com o comunicado, a equipe brasileira da HBO Max segue com o sinal verde para desenvolver sua primeira novela de streaming… só não pode gravá-la.

A paralisação também se deve à trocas de comandos em vários departamentos devido à a fusão, inclusive na liderança da empresa na América Latina. O executivo que deu aval para a produção de novelas na HBO Max já não está mais no conglomerado.

Contratado para comandar o departamento de novelas da plataforma, o ex-Globo Sílvio de Abreu tinha planos para lançar várias novelas curtas. Ele também queria que elas fossem chamadas de “telesséries”, sem que isso tivesse uma justificativa convincente.

A primeira produção do gênero já tinha elenco definido e começaria a ser gravada nos próximos dias.

Escrita por Raphael Montes, criador de “Bom Dia, Verônica”, “Segundas Intenções” era um melodrama centrado na vingança de uma mocinha (Alice Wegmann) contra vilões sem escrúpulos (Camila Pitanga e Daniel de Oliveira) em ambiente médico.

O elenco contaria ainda com Antonio Fagundes, Murilo Rosa, João Vicente de Castro, Rodrigo Simas e Reynaldo Gianechini.

Com o adiamento por tempo indeterminado, a produção pode ter que recomeçar do zero. O mínimo é um novo elenco, dependendo dos contratos, mas toda a estratégia pode ser repensada pelo novo gerente da HBO Max para a América Latina, ainda não anunciado.