Instagram/Golden Globes

Ezra Miller sofre novas denúncias e é procurado pela polícia

Ezra Miller, astro de “Liga da Justiça” e da franquia “Animais Fantásticos”, virou procurado pela polícia. O ator é considerado “foragido” desde a semana passada, quando os pais de Tokata Iron Eyes, de 18 anos, conseguiram uma ordem de proteção contra ele. A polícia não conseguiu localizá-lo para entregar a notificação e ele ainda zombou das autoridades por isso, com vídeos publicados em sua conta oficial do Instagram.

Nas últimas horas, porém, o caso se tornou ainda mais sério. Outra ordem foi emitida, desta vez para proteção de uma criança de 12 anos. E, desta vez, Miller deletou seu Instagram.

A nova ordem foi buscada pela mãe de uma criança não binária no tribunal local de Greenfield, Massachusetts, alegando que o ator ameaçou sua família e agiu de forma inadequada em relação a(o) menor, enquanto estava num apartamento vizinho.

O site Daily Beast conversou com a mãe, a criança e o vizinho deles, todos não identificados. Segundo o relato, Ezra Miller apareceu na porta de seu apartamento usando um colete à prova de balas e agindo de forma estranha. Ele teria revelado uma arma e dito: “Desse jeito, você pode levar a uma situação realmente séria”.

Depois disso, o ator se voltou para a criança, supostamente incomodando-a com elogios, abraçando-a desconfortavelmente e tocando seus quadris, pedindo que ela o seguisse no Instagram.

A criança contou que estava muito nervosa e com medo, porque Miller havia gritado com sua mãe.

Ainda segundo o relato, o ator teria pedido desculpas, mas voltou a incomodar a família em várias outras ocasiões, em algumas delas deixando a criança desconfortável ao abraçá-la e pressionar seu corpo contra ela.

Este caso vem à tona uma semana após os pais da ativista nativo-americana Tokata Iron Eyes denunciarem que Miller se relacionava com a jovem desde que ela tinha 12 anos. Recentemente, a jovem completou 18 anos, abandonou os estudos, fugiu de casa e foi parar na casa do ator, por isso seus pais pediram na Justiça uma ordem de restrição para impedi-lo de se aproximar dela, alegando que ele a manipula e a enche de drogas.

A adolescente usou seu Instagram para defender Miller, dizendo que ele apenas a apoiou num momento difícil, quando ela perdeu o rumo após a morte de seu melhor amigo.

Estes não são os únicos problemas recentes do ator. Ele também se meteu em confusões num bar e numa festa no Havaí no início do ano, chegando a ser detido por agressão.

Por conta disso, o ator tem sido alvo constante de boatos de substituição em projetos relacionados à DC Comics.

Vale lembrar que ele já filmou completamente o filme do Herói Flash, que tem lançamento marcado para 22 de junho de 2023 no Brasil.

A revista Variety publicou que a Warner fez uma reunião de emergência sobre a situação na época dos escândalos havaianos e teria chegado à conclusão que refilmar “The Flash” para tirar as cenas de Miller seria caro demais – o ator está em quase todas as cenas e ainda tem papel duplo, como outra versão de si mesmo.

Mas a repercussão negativa em torno de seu nome só aumenta. E com a inclusão de um menor na história, “The Flash” passou a correr sério risco de sair direto em streaming, se sair.