Divulgação/Sony

Chipanzé de “Buddy, Meu Gorila Favorito” é resgatado após dona fingir sua morte

Um chimpanzé idoso, que ficou famoso por estrelar o filme “Buddy, Meu Gorila Favorito” (1997), viveu sua própria história de cinema nos últimos meses, após sua dona forjar sua morte para impedir que ele fosse levado a um santuário de animais.

A dona do macaco Tonka, Tonia Haddix, anunciou a morte do animal no segundo semestre de 2021. No entanto, a alegação foi desacreditada pela PETA, ONG que luta pelos direitos dos animais, e pelo ator Alan Cumming, um dos protagonistas do filme de 1997.

“Durante os meses em que filmamos juntos, o bebê Tonka e eu nos tornamos bons amigos, brincando e cuidando um do outro. É horrível pensar que ele pode estar em uma gaiola, em um porão escuro, em algum lugar ou ter encontrado algum outro destino, então estou apelando para quem souber o que aconteceu com ele, por favor”.

Prometendo uma recompensa de US$ 20 mil para quem tivesse informações sobre o animal, Cumming e PETA descobriram que a morte de Tonka tinha sido “exagerada”.

Segundo o jornal americano New York Post, Tonka foi achado num quarto minúsculo de uma propriedade pertencente a Haddix. Questionada pelas autoridades, ela assumiu ter escondido o chimpanzé por temer que ele pudesse ser recolhido. O animal, de fato, foi realocado para um santuário de macacos na Flórida.

“Tenho certeza que acabarei algum tempo na prisão”, disse Haddix à imprensa, afirmando não se arrepender. “Eu me importo? Não, não estou nem aí. Diz respeito apenas àquela criança [Tonka]. Enquanto ele estiver seguro, eu não me importo com mais nada”.

O ator Alan Cumming comemorou que seu colega de elenco foi encontrado. “Estou tão feliz que Tonka finalmente chegou a um lugar onde poderá socializar com outros chimpanzés, poder se exercitar adequadamente e vagar livremente e receber excelente nutrição e cuidados de saúde”, ele escreveu no Instagram.

“Infelizmente, existem muitas histórias como a de Tonka. Embora a indústria do entretenimento esteja muito mais consciente da maneira como usa os animais selvagens hoje, e os avanços tecnológicos significam que é mais raro que isso aconteça, o que acontece com esses animais depois que eles ultrapassam sua vida útil ainda não é regulamentado e está sujeito a abusos”, completou o ator.

Lembre abaixo o trailer de “Buddy”.